31 de outubro de 2006

Horror Hop - Varios Artistas

Esse é prá comemorar o Halloween. :D
Essa é uma tradição pouco conhecida no Brasil, até porque não festejamos o Halloween oficialmente, mas nos USA é comum bandas lançarem álbuns de Halloween, assim como acontece no Natal. Esses cds são incrivelmente divertidos. Geralmente os grupos são de Rockabilly, Punk, Hardcore e Surf Music. Não faltam uivos de lobisomens, gritos apavorantes, morcegos, bruxas malvadas (e gostosas!), Zombies, Múmias e Monstros de todos os tipos.

Esse é um dos melhores que conheço.
31 músicas de puro Rock´n´Roll dos 50´s. :)
O álbum é excepcionalmente bom!
Só para vcs terem uma idéia os caras conseguiram até a participação de Lou Chaney Jr. Sim, ele canta na faixa Monster Holiday. O quê? Não conhece Lou Chaney? Pare de ler esse post, herege! Você não merece esse álbum!!! :P

Já assistiu o seriado Os Monstros? Se já, pode ter uma idéia da 'praia' de Horror Hop.
Aí está a sua trilha sonora para a sua festa de Halloween. :)
Ainda dá tempo! ;)
E não esqueça da cerveja!
Enjoy! :)

A capa é baseada num filme de 1957 chamado "Curse of the Demon".
Olha ela aí.

Internet coloca cantor de paródias entre os mais vendidos dos EUA

Bacana! :D
É isso ai Yankovic.
O grande problema da industria musical é a burrice. Os caras insistem em seguir as velhas 'formas'. Deviam ensinar para eles que 'time que tá perdendo se mexe'...rs
Não tem como voltar a ser como 20, 30 anos atrás quando esses caras ganhavam rios de dinheiro explorando os artistas e os consumidores. Como a minha mãe costuma dizer "Depois que a gente abre as asas, nunca mais!". :D
Para aqueles que nunca ouviram falar nesse doido eu recomendo um search no YouTube. Acho que tem todos os clips dele. Prepare-se para muitas gargalhadas. Pena que não tem legendas. :(

O músico Weird Al Yankovic, famoso por suas paródias, depois de quase 30 anos de carreira e 12 álbuns lançados, conseguiu com o seu último CD Straight Outta Lynwood, dominar a décima posição da Billboard 200, que lista semanalmente os 200 álbuns musicais mais vendidos, e atribui seu sucesso à popularidade que conseguiu por meio da internet.

O single White and Nerdy, presente no recente lançamento, ficou em nono lugar na lista Billboard Hot 100, desbancando seu maior hit anterior, Eat It, que em 1984 figurou na 12ª posição.

Em entrevista ao site CNN, Weird Al credita seu novo sucesso principalmente a sites de vídeo como YouTube. "O vídeo (Nerdy) ganhou muita atenção, e a proliferação em lugares como o YouTube foram de grande ajuda", comentou.

Outro meio importante para a divulgação de seu trabalho é o MySpace, site de relacionamentos do qual o músico faz parte desde julho de 2006 e no qual até hoje já incluiu mais de 210 mil contatos, que ele diz ter pessoalmente adicionado. "Eu era um pouco mais seletivo. Hoje eu praticamente saio clicando o mais rápido que posso", afirmou.

Ao contrário de muitos outros músicos que reclamam da internet por prejudicar suas vendas, Yankovic conseguiu aproveitar ao máximo a capacidade promocional que a rede oferece. Na loja do iTunes, usada principalmente por proprietários do portátil iPod, da Apple, seu single White and Nerdy ficou entre o Top 5 de músicas mais baixadas por diversas semanas.

Segundo o site ArsTechnica, no site do artista, em weirdal.com , é possível baixar versões gratuitas das músicas You're Pitiful, paródia de You're Beautiful, de James Blunt, que não pôde entrar no novo CD, além da, agora famosa, Don't Download This Song, que fala sobre redes P2P e os ataques da RIAA.

O sucesso de Weird Al, que não se preocupa com a distribuição quase que viral de suas músicas e vídeos (no YouTube, por exemplo, é possível encontrar quase todos os vídeos da carreira do músico), é um forte contra-argumento às alegações da indústria fonográfica quanto aos supostos danos causados por estes serviços online.

Fonte: Redação Terra

Weird Al Yankovic - Jurassic Park
Meu clip favorito de Yankovic
Para os curiosos de plantão Jurassic Park é uma parodia de uma canção da Donna Summer chamada MacArthur Park. ;)

MEAT LOAF - Bat Out of Hell III The Monster Is Loose (2006)

Download

MEAT LOAF - Bat Out of Hell III - The Monster Is Loose (2006)
Presentaço de Halloween! :D

O Morcegão contra-ataca!
30 anos depois a trilogia Bat Out of Hell é finalmente completada. Bat Out of Hell I foi lançado em 1977. Foi um estrondoso sucesso vendendo cerca de 37 milhões de cópias (ainda vende cerca de 200.000 por ano).
Bat III está sendo lançado hoje, 31 de Outubro, em pleno Halloween como não poderia deixar de ser. Já tá rolando na net há algum tempo e sendo caçado impiedosamente. Para vcs terem uma idéia os links no Rapidshare estão sendo apagados horas depois de postado. Quase não consegui baixar o álbum. Se preferirem o Bittorrent tem uma versão muito legal incluindo o DVD que vem junto com o CD.

O que dizer?
O cara é uma das melhores vozes que o Rock´n´Roll já conheceu. Apesar de seus quase 60 anos, está em grande forma. E continua tão doido, divertido, amável (e sexy!) como sempre.

Bat Out of Hell III The Monster Is Loose é com certeza o álbum mais pesado já lançado pelo cantor/ator Meat Loaf. Tem uma sonoridade um tanto diferente de qualquer album que Meat tenha lançado antes, o que pode causar uma certa 'estranheza' aos menos avisados. O primeiro single do álbum It's All Coming Back to Me Now (com a participação de Marion Raven ) não se saiu muito bem nas paradas americanas ao contrário do que aconteceu na Inglaterra. No entanto, conta com uma monstruosa campanha publicitária e os fãs tem aclamado Bat Out of Hell III como uma obra-prima. No próximo dia 2 de novembro Meat vai fazer uma única apresentação na Broadway de Bat Ou of Hell dividida em três atos, justamente os três Bat(s).
Uau! Eu não quero nem ver quanto foi o preço dos ingressos! Espero que apareça alguns vídeos no YouTube para que nós, pobres mortais, possamos desfrutar um pouquinho dessa maravilha.

Mas voltando ao álbum...
Bat III teve um 'nascimento' complicado. Prá simplificar, até agora não sei bem se Jim Steinman participou ou não das gravações. Alguns dizem que sim outros, que não. Porém, o álbum possui 7 canções suas, retirado de material anterior de Steinman como por exemplo do musical "Tanz Der Vampire" (Dança dos Vampiros) e do inacabado e jamais lançado musical do Batman.

Meat diz que Steinman teve que se afastar do projeto por sérios problemas físicos. Há alguns anos Jim teve um ataque cardíaco e 2 derrames! Mas não se preocupem! Ele tá ok e maluco pelos Yankees como sempre...rs
Jim tem um blog. Fui lá dar uma olhada no que ele pensa sobre o álbum.
Meat disse em comunicado oficial que 'a saúde de Jim está acima de tudo' por isso teria sido 'afastado' da produção, sendo substituído por Desmond Child. Um fera que já produziu cds de gente como Aerosmith, Bon Jovi, Cher, Alice Cooper, Dream Theater, Kiss entre outros. Desmond também compôs várias canções para o álbum. A ausência de Jim casou rebuliço entre os fans. Mas acho que agora tá todo mundo aliviado...rs
Jim e Meat também travaram uma batalha judicial pelo uso da 'marca' Bat Out of Hell. Tudo foi resolvido com um acordo extra-judicial. Jim liberou as canções pro álbum e está trabalhando no musical Bat Out of Hell. Alias, ele adorou álbum. Elogiou muito Meat dizendo que desde Bat II ele não cantava tão bem e desejou tudo de bom para o colega. Elogiou a produção de Child e diz ter adorado os 'novos elementos' em suas canções. Dizem que por causa do contrato firmado Steinman não poderia falar mal do cd. Vai saber...
Outros que contribuiram na composição de Bat III foram Nikki Sixx do Mötley Crüe e John '5' Lowery (ex-guitarrista do Marilyn Manson e atual guitarrista de Rob Zombie). Sixx e John 5 são os principais responsáveis pelo peso de Bat III.

O álbum conta com notórias participações como: Brian May em Bad For Good e Steve Vai em In The Land Of The Pigs (The Butcher Is King) entre outros.

Timaço, não? :P

Senhores, com o perdão da palavra, Bat Out of Hell III The Monster Is Loose é um puta CD na minha opinião. Não importa o que os 'puristas' digam. O som lembra bastante o Trans Siberian Orchestra (outra banda que adoro), mas foi o TOS que bebeu na fonte do 'titio' Meat. Ele é bem diferente dos anteriores, mais homogênio. Nada vintage, totalmente hard rock/metal. Não tem uma I'd Do Anything For Love (But I Won't Do That) ou Bat Out of Hell, ou seja aquele super-ultra-mega hit que faz a sua espinha arrepiar. Isso varia de pessoa para pessoa, é claro. No entanto, eu diria que 12 das 14 canções que compõem o álbum são excelentes. É o típico álbum que não cansa e vc pode ouvir por horas a fio. E sim, é Meat Loaf, não se preocupem. :) Tudo que caracteriza seu trabalho está aqui. A energia, a garra, as teatralizações, as óperas, os melodramas, as baladas, o peso, os 'túneis' e as 'pontes', se bem que numa forma bem mais 'contidas'. Por exemplo, Desmond pediu que Meat desse uma maneirada nos vibratos o que fez com que sua voz 'encaixasse' melhor nesse novo tipo de som mais pesado. O álbum é ótimo. Porém devo admitir que Jim faz uma falta danada. Bat Out of Hell nasceu de sua mente insana..rs
Meat e Jim são como as duas faces de uma mesma moeda. Sozinho Meat canta bem, mas falta algo, falta um pouco da excentricidade, a genialidade, a loucura, a insanidade que Jim tem de sobra. Steinman, por sua vez, sozinho não possui a voz, a garra e o talento de Meat. Juntos são imbatíveis. Bat sem Jim, não é Bat. E por isso o album tinha que ter canções suas.

Bat III se tornou, digamos, um álbum mais politicamente correto. Feito para o sucesso.

Mas eu gostei. O que significa que a maioria provavelmente não vai gostar (fora os fans de Meat)...rs
Esse é um dos meus defeitos/virtudes - remar contra a maré. Sou o que Obelix chamaria de 'parente-do-contra'. Adoro amar bandas odiadas ou esquecidas pela maioria.
O próprio Meat é um exemplo. Olhem no Orkut quantos membros tem as comunidades dele.
O que, diga-se de passagem, é uma vergonha. Meat Loaf? Quem? Depois sou chamada de 'cheia', prá dizer o mínimo , por conhecer bandas 'que-ninguém-conhece' ou anti-nacionalista quando reclamo da falta de cultura nesse pais. O Brasil ainda tem cicatrizes imensas herdadas do período da ditadura militar e é nesses momentos que elas aparecem.

Esse post ficaria ENORME se fosse contar a história da dupla Meat Loaf/Jim Steinman. E acreditem, ela vale a pena! Lembro que há alguns anos assisti um especial sobre Meat (com ele mesmo apresentando) e pensei: Puxa, a vida desse cara dá um bom filme. E não é que filmaram um? Gravei em vhs há alguns anos atrás e nunca mais vi o dito cujo.

Para os interessados o filme se chama Meat Loaf: Voltando ao Inferno.
Me disseram que passou na TNT esse mes. Shit!
Lembrar: Ficar de olho na TNT!!!

Vale a pena. Nele tem cenas antológicas como a em que Meat salta e destrui um piano de calda durante uma sessão de Bat Out of Hell em que foram rejeitados 'apenas' pela 26ª vez pois o som da dupla era considerado 'invendável'. Meat, furioso, partiu prá cima do piano e fez picadinho do coitado.... E não adiantou Jim protestar. Nada como ter 160 quilos e ser ex-zagueiro de futebol americano. rs

Acreditem, isso foi verdade! Meat é uma lenda. Não faltam histórias doidas com o ex-'bolo de carne'-hoje-quibe. Se emagrecer mais vai virar uma 'almôndega'...rs
O cara emagreceu prá caramba nos últimos anos.

A vida de Meat Loaf também virou um musical. Adoraria ter assistido.

Odeio fazer posts sem contextualização história... argh.
Como disse, ficaria enorme e estou caindo de sono.
Prometo que escrevo outra hora sobre a dupla. :)
Um dos grande problemas que atrasa em muito meus posts é a falta de material em português. Quase tudo que posto aqui no blog tenho que pesquisar em sites gringos. Aqui no Brasil você só encontra letras de músicas e algumas notas (news) quando muito! Então isso exige tempo e dedicação.

A saga Bat Out of Hell merece um post para cada parte, no mínimo! :D
Agora com o lançamento de Bat III, logo logo eu trago mais informações sobre a produção do álbum.


Trailer de Bat Out of Hell III - The Monster Is Loose
Vale a pena assistir!

Happy Halloween! :D

O Halloween nome original na língua inglesa, é um evento de cariz tradicional, que ocorre nos países anglosaxónicos, com especial relevância nos Estados Unidos, Canadá, Irlanda e Reino Unido, tendo como base e origem, as celebrações pagãs dos antigos povos celtas.

História

A origem do halloween remonta às tradições dos povos que habitaram a Gália e as ilhas da Grã-Bretanha entre os anos 600 a.C. e 800 d.C., embora com marcadas diferenças em relação às actuais abóboras ou da famosa frase "Gostosuras ou Travessuras", exportada pelos Estados Unidos, que popularizaram a comemoração.

Originalmente, o halloween não tinha relação com bruxas. Era um festival do calendário celta da Irlanda, o festival de Samhain, celebrado entre 30 de outubro e 2 de novembro e marcava o fim do verão (samhain significa literalmente "fim do verão" na língua celta).

O fim do verão era considerado como ano novo para os celtas. Era pois uma data sagrada uma vez que, durante este período, os celtas consideravam que o "véu" entre o mundo material e o mundo dos mortos (ancestrais) e dos deuses (mundo divino) ficava mais tênue.

O Samhain era comemorado por volta do dia 1 de novembro, com alegria e homenagens aos que já partiram e aos deuses. Para os celtas, os deuses também eram seus ancestrais, os primeiros de toda árvore genealógica.

Etimologia

Uma vez que entre o pôr-do-sol do dia 31 de outubro e 1 de novembro, ocorria a noite sagrada (hallow evening, em inglês) acredita-se que assim se deu origem ao nome atual da festa: Hallow Evening -> Hallowe'en -> Halloween. Rapidamente se conclui que o termo "Dia das Bruxas" não é utilizado pelos povos de língua inglesa, sendo esta uma designação apenas dos povos de língua oficial portuguesa.

A relação da comemoração desta data com as bruxas propriamente ditas, terá começado na Idade Média no seguimento das perseguições incitadas por líderes políticos e religiosos, sendo conduzidos julgamentos pela Inquisição, com o intuito de condenar os homens ou mulheres que fossem considerados curandeiros e/ou pagãos. Todos os que fossem alvo de tal suspeita eram designados por bruxos ou bruxas, com elevado sentido negativo e pejorativo, devendo ser julgados pelo tribunal do Santo Ofício e, na maioria das vezes, queimados na fogueira nos designados autos-de-fé.

Essa designação se perpetuou e a comemoração do halloween, levada até aos Estados Unidos pelos emigrantes irlandeses (povo de etnia e cultura celta) no Século XIX, ficou assim conhecida como "dia das Bruxas".

Atualidade

Com a conversão ao cristianismo dos povos europeus, se foi estabelecendo a partir dos Séculos IV e V o calendário litúrgico católico, surgindo as celebrações do dia dos fiéis defuntos e do dia de Todos-os-Santos, mitigando as referências às entidades pagãs, erodindo a popularidade da sua mitologia em favor da presença dos santos católicos.

Para as diferenças entre as festividades pagãs e católicas no mesmo dia 1 de novembro, ver Dia de Todos-os-Santos. E para as diferenças entre este dia e o dia 2 de novembro, ver Dia dos fiéis defuntos.

Atualmente, além das práticas de pedir doces ou de vestir roupas de fantasias que se popularizaram inclusive no Brasil, podemos encontrar pessoas que celebram à moda celta, como os praticantes do druidismo (o druida era o sacerdote dos celtas) ou da wicca (considerada como uma forma de bruxaria moderna).

Um ritual habitual na noite de 31 de outubro é o de acender uma vela numa das janelas de casa, em homenagem aos seus ancestrais.

Muitos grupos se reúnem e meditam em volta de fogueiras para honrar seus mortos e seus deuses, com oferendas como frutas e flores, e terminam a festa compartilhando comida e bebida, música e dança. Uma boa bebida para essa época é o leite quente com mel, servido com pedaços de maçã e polvilhado com canela. Pode-se acrescentar o chocolate, que na época dos celtas não existia, mas que hoje é muito bem-vindo!

Fonte: Wikipédia

Só um adendo: Pouca gente sabe mas o Halloween tem ligação com o Gay Fawkes Day comemorado em 5 de Novembro. Sim, o cara que inspirou V de Vingança. Nessa data as crianças saiam a noite vestidas como Guy para pedir 'uma moeda para Guy'. A grana era usada para comprar os fogos característicos da festividade. Essa tradição 'migrou' para a noite de Halloween e assim nasceu o "Gostosuras ou Travessuras". :D
Vintage69 é cultura. ;p

Vitrolas Philips

Momento Vintage Total

Quem já balzaquiou há algum tempo vai lembrar dessas 'belezinhas': As vitrolas!
As duas primeiras são de uma 'vitrolinha Philips'. Eu tinha uma, mas não era igual a essa. Era melhor. Mas não encontrei no Mercado Livre então apelei prá 'prima-pobre'..rs
Essas vitrolinhas eram a alegria da garotada nos anos 70. Ter uma 'vitrolinha' e uma TV (P&B de 10'') no quarto era tudo que a gente podia sonhar! Vc podia carregar prá qualquer lugar. Eram muito usadas nas escolas, em 'festinhas'. Até mesmo ao ar livre, pois funcionam com pilhas também. Fui com uma dessas que conheci clássicos como Elvis, Beach Boys, Miriam Makeba (Pata, Pata rolava direto) e algumas 'babas' como Bee Gees. :P

As quatro seguintes são de vitrolas 'de verdade'. As vitrolas de 'gente grande'. As duas são da Philips também e muito parecidas com a que meus pais tinham. A bandeja da primeira é exatamente igual a que tínhamos. As vitrolas eram na verdade dois em um (rádio e toca-discos). Um lance legal das vitrolas é que vc podia colocar vários discos um encima do outro e 'programar' prá tocar por várias horas sem parar. Aquilo era mágico. Adorava ver os velhos discos de vynil desabando na bandeja do toca-discos, a agulha indo e vindo e caindo sobre o lp. Nada como a alta tecnologia.
Diferente de hoje, os aparelhos de som eram feitos para parecerem móveis embutidos. Nada de fio prá lá e prá cá. O chato é que eram pesados e adorados pelos cupins.

Sinceramente não lembro se já tinha FM, mas tinha AM e Ondas Curtas. Era um barato ficar fuçando nas Ondas Curtas tentando achar alguma mensagem extra-terrestre..rs
Falando nisso foi numa dessas que ouvi algumas coisas interessantes. Ambas no final dos anos 70. Uma narração em rádio da antológica narração de Guerra dos Mundos de Orson Wells e a queda do satélite (que não era satélite e sim estação espacial! Já tô vendo gente de queixo caído com essa) Skylad que aterrorizou o mundo (sobre ele falarei em outro post)

As duas últimas são da Vitrolinha do Mickey (não era da Philips pelo que lembro). Mais recente e mais simples também.
Mas eram bonitinhas. :)

Lanterna Verde - Crepúsculo Esmeralda

Essa foi numa época em que eu já não lia quadrinhos. Um pouco antes de ser anunciada a volta de Hal meu noivo me contou a trágica história do personagem. Meu queixo caiu. Fiquei absolutamente pasma! Mas como? O cara era super certinho? Como isso pode acontecer? Amaldiçoei a DC e todos os envolvidos. Depois parei prá pensar, baixei as scans americanas e comecei a ler. Cheguei a conclusão que era uma grande história. Fazia sentido o que aconteceu. Um cara 'certinho', inocente, como o Jordan obviamente reprimia muita coisa. Um dia isso tudo viria e tona. E veio, em Crepúsculo Esmeralda. :)

Lanterna Verde
Crepúsculo Esmeralda

A queda de Hal Jordan.
Scan também do pessoal do GibiHq.
Tradução da velha Abril.

PARTE 01
PARTE 02
PARTE 03

Lanterna Verde Renascimento

Lanterna Verde
Renascimento


A volta de maior Lanterna Verde de todos os tempos. Sou fanzoca do Jordan (mas gosto muito do Kyle) e torci muito pela sua volta. Tive a sorte de conhecer o personagem nos tempos dourados da dupla Dennis O'Neil e Neal Adams quando eram editados aqui no Brasil pela Ebal. Bons tempos!
A scan é do pessoal do GibiHQ. A tradução tem alguns erros aqui e ali mas não chega a comprometer. Pior são os erros de concordância. Mas como são scans traduzidas por fãs e não profissionais a gente entende.
Enjoy!

PARTE 01
PARTE 02
PARTE 03
PARTE 04
PARTE 05
PARTE 06

Voltando a postar Quadrinhos

É isso aí. Com um novo file hosting que funciona (por enquanto, pelo menos) vou aproveitar e upar algumas hqs. Não esperem muita coerência. Primeiro, porque não sou o que poderíamos considerar uma colecionadora de hqs. Sou uma leitora de hqs, o que na minha opinião, são coisas bem diferentes. Segundo, não me pergunte o que aconteceu no numero tal da revista tal, nem quem desenhou isso ou aquilo porque é provável que eu não saiba, a não ser que seja uma lenda viva dos anos 70 e 80 época em que li muito 'gibi' graças ao meu irmão. ;)

Mas não custa upar e compartilhar, não é?
E, por favor, não me xinquem pelas eventuais bobagens que poderei postar (e dizer!) ... :P

Amigos, se desejarem alguma hq favor pedir nos comentários que vou ver o que posso fazer .:D

Globo Fora do Ar?

Coisa estranha aconteceu aqui.
Estava assistindo o programa do Jô sobre as eleições e a Globo simplesmente saiu do ar.
E já faz um tempão.
Isso acontecer com a Globo... estranho...
Será efeito do Halloween? ;P
As bruxas estão soltas!
hahaha!

Mudanças na Hospedagem dos Arquivos

Pessoal... acho que agora encontrei finalmente um bom lugar para hospedar os arquivos: O GigaSize é melhor que o MandeiBem, mas mesmo assim tem momentos que fica lento e não entra. Então vou tentar o MediaFire que por enquanto está excelente. Host gratuito é isso. São bons enquanto dure.

Mas por enquanto fiquemos com ele. :)

Os arquivos antigos que estão no MaidemBem serão hospedados no MediaFire também prá facilitar os downloads.

29 de outubro de 2006

The Beach Boys - Today! (1965)

Download

Eis um cd que eu estava querendo disponibilizar há um tempo.
Today! é um álbum muito especial para mim. Meu tio tinha uma cópia e nos 60´s quase gastou o disco de tanto rodar nas suas 'festinhas'...rs
Felizmente ele gostava mais do lado B composto de baladas, assim pude desfrutar a vontade do lado A, quase sem chiados. Está comigo até hoje. Não troco, não vendo, não negocio...rs
Gostaria de scanear para mostrar para vcs, mas infelizmente nem câmera digital eu tenho! :(

Today! é um dos melhores álbuns dos 'garotos da praia'. Aqui foram dados os primeiros passos para o revolucionário Pet Sounds que alteraria o rumo da música pop no ano seguinte.
Today! foi o nono álbum dos Beach Boys e o primeiro de três lançados em 1965. Isso é uma coisa que sempre me deixa espantada. O número absurdo de álbuns lançados nos anos 60. Uma banda lançar três, quatro álbuns por ano? Santa exploração, Batman! Não é de admirar que os caras pirassem como aconteceu com Wilson.

Em 1964 os Beach Boys lançaram 'apenas' quatro álbuns. O motivo de tanta correria era um certo 'quarteto de Liverpool' que invadira com tudo as praias americanas. Isso, mais as turnês, deixaram Brian absolutamente esgotado, exaurido e depressivo. Prá sair do 'buraco' começou a consumir 'marijuana'. Wilson se afastou dos palcos e se concentrou apenas na composição e produção. O que não agradou nadinha os outros membros da banda.
Nesse ponto da história, Today! já estava quase que inteiramente gravado e o grupo saiu de novo em turnê com outro baixista Bruce Johnston. Longe do stress das turnês, Brian permitiu que sua genialidade aflorasse explorando novas sonoridades, camadas e mais camadas de som, volume, vocais, percussão e pianos. Wilson estava apaixonado pelo Wall of Sound de Phil Spector desde que ouvira no rádio Be My Baby com as Ronettes. Na minha opinião Help Me, Ronda é uma obra-prima do Wall of Sound. Preste atenção nas camadas de percussão executadas por baterias e pianos (sim, no plural). Brian simula o som stereo com tal perfeição como eu jamais vi. Help Me, Ronda é eletrizante. Difícil explicar. É uma explosão de energia e alegria. Da qualidade vocal do grupo nem precisa comentar, não é? ;)

Mas é justamente no lado B de Today! que Brian usou e abusou de sua criatividade. Apesar de recheado de belas baladas 'grudentas' e chatinhas para os padrões atuais são uma obra-prima de produção. Muito mais dark do que as usuais da banda.
Aí já são nítidos os elementos que Wilson desenvolveria tão bem em Pet Sounds.

Today! é considerado por muitos como o primeiro álbum 'maduro' dos Beach Boys. Consta como um dos 500 melhores de todos os tempos segundo a revista Rolling Stone.

Faixas:

Lado A
1) Do You Wanna Dance
Composição de Bobby Freeman
Versão animal de Do You Wanna Dance.
E dá-lhe Wall of Sound!

Clássico! God, como eu adoro essa canção. O vocal principal é de Dennis Wilson, irmão de Brian e baterista da banda. Dennis era o coração dos Beach Boys (é o primeiro da foto e o preferido das garotas). O único surfista da banda. Foi por sua influência que o grupo 'abraçou' a surf music. Dennis teve uma vida muito complicada. Drogas, alcool, depressão. Dizem que era muito emotivo e tinha um grande coração. Morreu afogado em 1983. O vocal de Dennis era muito diferenciado dos irmãos e raramente lhe era permitido cantar. Coisa que o deixava muito chateado. Mas aqui em Do You Wanna Dance Denis Wilson provou do que era capaz. :)

2) Good to My Baby
Brian Wilson e Mike Love dividindo os vocais (divino!)

3) Don't Hurt My Little Sister
Mike Love e Brian Wilson no vocais again.
Vocal intricadíssimo.
Brian principalmente. É o cara da voz 'fininha' (o quarto na foto).
Adoro a intro dessa canção.

4) When I Grow Up (To Be a Man)
Mesma dupla again. Percussão 'quebrada' muito legal. Canção cheia das 'invencionices' de Brian, como uso de cravo. Genial. :)

5) Help Me, Ronda
Al Jardine no vocal principal (o último na foto, o baixinho)
Essa é a versão original da canção. Brian a regravou com um arranjo diferente e o nome foi trocado para Help Me, Rhonda.
Wall of Sound na veia! ;)
Prá mim essa é "A" versão de Help Me, Ronda. Com gaita-de-boca, pandeiro e tudo mais.

6) Dance, Dance, Dance
Composição de Brian Wilson, Carl Wilson (irmão de Brian, o terceiro na foto) e Mike Love (segundo na foto)
Outro clássico. A canção mais pesada do álbum. Brian detona no vocal.

Lado B

E lá vamos nós para as belas baladas de Today!.
Todas sem excessão são interessantíssimas.
Psicodelia chegando de 'fininho'.

7) Please Let Me Wonder
Brian Wilson e Mike Love nos vocais.

8) I'm So Young
Brian Wilson no vocal.

9) Kiss Me, Baby
Brian Wilson e Mike Love nos vocais.

10) She Knows Me Too Well
Brian Wilson no vocal.

11) In the Back of My Mind
Dennis nos vocais de novo.
Gosto mais dele em canções pesadas como Do You Wanna Dance.
Literalmente parecia que o Dennis estava mais na praia dele.
Eu sei, trocadilho miserável. ;P

12) Bull Sessions With "Big Daddy"
Entrevista com a banda. Jardine não estava presente.

13) The Girl From New York City
Faixa bonus. Não presente no LP original.

Beach Boys Rlz!
Happy Download! :D

Maledita Sinusite!

Dizem que algumas doenças tem muito de psicossomático.
Eu acredito nisso. Hoje acabei me incomodando com a minha filhota...
Pronto, sinusite na certa!
Arghh...
Dizem que a sinusite tem ligação com a irritação.
É vero! Podem acreditar.
A merda é que quando 'pega' vc sente enjôo, tontura, uma p. dor de cabeça, fica difícil até coordenadar as idéias. A gente fica meio 'aéreo'.
E só passa a base de aspirina.
Eu quero um nariz novo...rs

Rapidshare - This file has been deleted.

É aquela história, quando a esmola é muita o cego desconfia.
O Rapidshare voltou ao seu esquema normal depois de dar uma canja para os usuários (muitas happy hours) quando vc podia baixar vários arquivos ao mesmo tempo sem limite algum.
Prá mim o grande problema nem é a espera, prá isso existe o Rapget.

Meu maior problema é com 'sumiço' de arquivos.
A velocidade deles me espanta.
Um dia depois de baixar o cd novo do Meat Loaf os links já tinham sido deletados do site.

O que mais me impressiona é o apagamento por 'queixas' de supostos detentores dos direitos.

Adoro colecionar velharias. Entre elas trilhas sonoras antigas, obscuras e coisas prá lá de esquisitas. Muito desse material, a grande maioria prá dizer a verdade, jamais foi lançado em CD. São rips de LPs de mais de 20, 30, 40 anos!
Como esses rips podem estar inflingindo o direito de alguém?

Esses delatores são conhecidos como Trolls. São na verdade o pessoal mercenário que vende esses albuns no Ebay e por isso fazem o possível para atrapalhar a vida dos mais altruístas.

Tenho muita vontade de disponibilizar esse tipo de material aqui. Mas confesso que acabo perdendo a vontade ao ver a velocidade que esses caras atacam.
Nunca imaginei que trilhas sonoras de filmes, programas de tv e desenhos antigos fosse um mercado tão rentável. Haviam alguns blogs maravilhosos com esse tipo de material. 90% já era.
Jamais façam um site no Opera! Haviam alguns bons lá. Agora vc dá de cara com um 'user banned'. E outros com medo de serem banidos retiraram o material.
São muito mais atacados que sites comuns de mp3, ou seja, é um mercado que rende muita grana. Triste isso.

Pensei em usar o próprio Rapidshare. Ele tá com um uploader muito prático. Mas prá que? Para deletarem meu link em 2 dias?
Pior ainda com quem é pagante. Os arquivos são apagados do mesmo jeito.

Querem um exemplo?
Journey to the Center of the Earth de 1959.
Trilha sonora de Bernard Herrmann.
Esse eu ainda consegui raptar.
Adivinhem? Já dançou!
Agora mesmo tive que correr o diabo prá encontrar o The 7th Voyage of Sinbad (1958). Esse também tinha sido deletado, mas o pessoal que conseguiu baixar, às vezes, dá uma 'canja' e uploda de novo.

Isso é maldade, Pura maldade.
Ainda mais prá quem mora 'tão longe das capitais' como eu. :(

28 de outubro de 2006

O Labirinto do Fauno estréia em dezembro

A Warner Bros. Pictures anunciou que lançará o filme O Labirinto do Fauno nos cinemas brasileiros em 1º de dezembro. Sucesso de público e crítica no Festival do Rio e na Mostra Internacional de São Paulo, o filme tem direção de Guillermo Del Toro(Hellboy) e produção de Alfonso Cuarón(E Sua Mãe Também, Harry Potter).

O Labirinto do Fauno é uma fábula cujo pano de fundo é o regime ditatorial na Espanha dos anos 40. O filme conta a história de Ofélia (Ivana Baquero), uma menina que se muda com a mãe, Carmen (Ariadna Gil), e o padrasto Vidal (Sergi López) para uma velha casa na área rural do norte da Espanha em 1944, após a ascensão do ditador Ernesto Franco. A mudança tem um objetivo: Vidal quer capturar membros da resistência que fizeram do campo o seu esconderijo. Sob a rígida vigilância do padrasto, Ofélia refugia-se em um mundo de imaginação e sonho. A menina descobre um labirinto abandonado próximo à casa e, ao percorrê-lo, conhece um ser fantástico que a guiará por uma jornada em busca da liberdade.

A produção concorre, como representante do México, a uma indicação ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro.

Fonte: Sobrecarga

27 de outubro de 2006

Yusuf Islam, aka Cat Stevens, regrava Animals

Tá chegando a hora! :D
Tô louquinha prá ouvir esse cd.

"An Other Cup" é o título do novo trabalho de YUSUF ISLAM, cujo nome de batismo e com o qual se tornou conhecido é CAT STEVENS, antes de se converter ao Islamismo em 1977.

Previsto para sair em 14 de novembro pela Atlantic Records, este será o primeiro trabalho "Pop" do músico após vinte e oito anos, período em que lançou dez álbuns de cunho religioso.

Coincidentemente, neste ano completam quatro décadas que o artista então conhecido como CAT STEVENS lançou seu primeiro disco, "I Love My Dog".

Islam canta, toca guitarra e teclados no trabalho, que conta ainda com o guitarrista Alun Davies, o tecladista Jean Roussel e o vocalista Youssou N'Dour.

Além das onze faixas originais, "An Other Cup" traz uma releitura de "Don't Let Me Be Misunderstood", lançada originalmente em 1964 pelo cantora Nina Simone e popularizada no meio roqueiro algum tempo depois pelo ANIMALS, banda que teve em suas fileiras Eric Burdon.

Segue a relação das faixas do álbum:
- "Midday"
- "Heaven/Where True Love Goes"
- "Maybe There's A World"
- "One Day At A Time"
- "When Butterflies Leave"
- "In The End"
- "Don't Let Me Be Misunderstood"
- "I Think I See The Light"
- "Whispers From A Spiritual Garden"
- "The Beloved"
- Green Fields, Golden Sands"
- "Badmind".

Fonte: Whiplash.net

Enquanto ele não vem...

Peace Train - Yusuf Islam
A anti war message from Yusuf Islam

Acabei de ler os 64 comentários no YouTube sobre essse clip.
O YT tem me trazido grandes alegrias, mas, às vezes, algumas tristezas. Racismo, preconceito, ódio, xenofobia, injustiças sociais isso sempre me deixa down.
Estou comentando isso porque alguns babacas começaram a partir prá agressões contra islâmicos e o cara que postou o clip foi obrigado a interferir. Os caras compram briga até nos comentários de um clip de uma música pacifista! Puxa vida, cresçam, por favor.
Muito 'cristão' mesmo acusar todo e qualquer islâmico de terrorista, assassino, intransigente e sabe-mais-o-que. Quem está demonstrando ódio, preconceito e intolerância? Foi essa a mensagem que Jesus passou? Ser 'cristão' da boca prá fora, é fácil. Vivenciar sua religião, seja ela qual for, é outro departamento. É fácil ver os defeitos nos outros, mas difícil ver em nós mesmos, não? 'Nós somos bons, eles são maus'. Entenda-se por 'eles' qualquer pessoa que seja diferente de você, que pense diferente, haja diferente. O grande problema da sociedade ocidental é a hipocrisia. Ainda estamos acorrentados, presos no fundo da caverna olhando para as sombras e acreditando que estamos vislumbrando a 'verdade', como no mito de Platão.

Nessas horas costumo lembrar de um diálogo na mini-série Merlin com o Sam Neill na cena em que a Dama do Lago diz para ele: "Bom rei, mau rei, você julga tão fácil as pessoas, Merlin".

Como nem tudo está perdido, felizmente, ainda temos pessoas sábias e sensatas no mundo e alguns comentários bem interessantes como esse.

Can one source of information in humanity be the only written or illustration of the One True God? Is God so small, that only one way to knowing God exists? Does God exist in one book? Does not the One True God show Himself in many ways through many things. Peace

Faz a gente pensar, não?
É isso aí!
Tolerância e respeito é tudo. :)
Paz!

Morre Rogério Duprat, líder da revolução na MPB

Rio de Janeiro, 26 out (EFE).- Rogério Duprat, um dos líderes da revolução da Música Popular Brasileira (MPB), nos anos 60, morreu hoje aos 74 anos em um hospital de São Paulo, informaram seus familiares.

Duprat, maestro, arranjador e violoncelista, trabalhou nos bastidores com consagrados músicos como Caetano Veloso, Gilberto Gil, Gal Costa, Tom Zé, Gilberto Mendes e com o extinto grupo "Os Mutantes", no qual revelou a roqueira Rita Lee como cantora.

Sofria de mal de Alzheimer e câncer de bexiga, doenças que lhe obrigaram a se internar há três meses no hospital Premier, de São Paulo.

Os especialistas o consideravam tanto como o pioneiro na ruptura de barreiras entre o erudito e o popular até um dos principais "rebeldes" da MPB.

Em 1963, foi um dos signatários do movimento "Música Estrela nova", grupo de vanguarda que reunia Gilberto Mendes, Julio Medaglia, Willy Correia e Sandino Hohagen.

Cinco anos mais tarde assinou o manifesto do Tropicalismo, um movimento sincrético musicalmente e contestatório ideologicamente, que criticava o governo militar.

Nos cinco anos seguintes atuou com vigor na composição e arranjo de canções que inspiraram a juventude brasileira, mas depois se separou do grupo, convencido que o produto tinha se transformado em pastiche e repetição.

Duprat, nascido no Rio de Janeiro em 7 de fevereiro de 1932, escolheu um sítio em uma área rural de São Paulo para passar discretamente o resto de sua vida.

"Tudo o que ser faz hoje já se fazia há trinta anos (...) O rock repete fórmulas. Eu disse tudo o que tinha que dizer naquele período, entre os anos 60 e 70", disse recentemente em entrevista.

Duprat, que será cremado sexta-feira, deixou três filhos (Raí, Roata e Rudá) e a sua esposa, Lali, com quem foi casado 59 anos.

http://musica.uol.com.br/ultnot/efe/2006/10/26/ult1819u712.jhtm

26 de outubro de 2006

MEAT LOAF - Bat Out of Hell III The Monster Is Loose (2006)

Hora de zarpar....
Mas não dava prá não falar nisso!

Gente, o 'bolo de carne' está de volta - YESS! :D

Meat Loaf e Jim Steinman juntos novamente!
Confesso que meu coração quase saltou pela boca quando vi...rs
Após quase trinta anos a trilogia Bat Out of Hell é finalmente completada.
Depois posto o album e comento melhor.
Vou deixar prá ouvir direito depois, senão não vou dormir...rs

Só posso dizer uma coisa... arrepia-vos!
Continua tão pomposo, raivoso, pesado, dramático, sinfônico, melódico, 'brega', romântico como só essa dupla sabe fazer. Puro Rock´n´Roll na veia! :D
É... tem bandas por aí que se dizem 'sinfônicas' e 'melódicas' que deviam enfiar a cabeça num buraco de vergonha perto da categoria desses dois...rs
Ouçam e aprendam, crianças! :P

Quem sabe um dia vcs chegam lá!

Rapidshare.de renasce como Rapidshare.com

O serviço de hospedagem de arquivos Rapidshare.de, um dos mais populares sites de compartilhamento de arquivos grandes da internet, foi relançado como Rapidshare.com. Uma boa notícia é que, a partir de agora, se o arquivo que você hospedar no Rapidshare se torna popular, você automaticamente se qualifica para uma conta premium, o que significa que você não terá mais limite de downloads ou qualquer tempo de espera para baixar um arquivo.

A empresa Rapidshare AG divulgou que eles mudaram para o novo nome [e novo servidor] porque o antigo [Rapidshare.de] já estava lotado. Eu penso que isso tem mais a ver com o Google Adsense.

O Rapidshare.de permitia que muitos usuários fizessem upload de arquivos de até 300 MB, que permaneciam em seus servidores por tempo indeterminado e podiam ser baixados inúmeras vezes. Como o Rapidshare não cobrava o host para clientes non-premium, os custos eram cobertos por meio de anúncios do Google contendo links para download fora de seus servidores.

Bem recentemente o domínio Rapidshare.de foi banido pelo Adsense já que vinha sendo usado para compartilhar lixo eletrônico ou conteúdo ilegal, incluindo warez, filmes piratas, músicas em MP3, etc. Os rendimentos com anúncios teriam dado uma caída e o parceiro seguinte, etology.com, parece não ter dado tão certo quanto o Google, já que os anúncios eram apenas direcionados a um site adulto de encontros.

Agora que o Rapidshare.de mudou para Rapidshare.com, esse novo domínio já está qualificado para exibir Anúncios do Google. E mais: o Rapidshare adicionou um novo administrador de arquivos para organizar todos os uploads feitos no Rapidshare.com, que poderá proporcionar maior controle sobre os usuários e não apenas sobre os arquivos subidos. Dessa forma, se um usuário estiver fazendo uploads freqüentes de material sob copyright, eles poderão simplesmente banir o usuário e todos os seus arquivos serão automaticamente deletados dos discos do rapidshare.

A parte boa do administrador é que você pode juntar pontos-premium pelos downloads feitos nos seus arquivos. Esses pontos podem ser convertidos depois em contas premium grátis, que estão normalmente disponíveis por 10 Euros/mês.

Fonte: http://infoescravo.blogspot.com/

Comentários

Mudei a configuração dos comentários.
Em pop up táva meio esquisito.
Se não gostarem, voltamos pro original.
E por favor, comentem. ;)
Thx!

A Noite em que a Internet Parou

Meus caros leitores, se é que alguém lê meus posts...
Sabem aqueles dias em que o universo resolve conspirar contra vc?
Pois é... hoje foi um desses dias.
Caramba bem que podia ser sexta-feira 13.
Vamos aos fatos.

1) Hoje fez um calor dos diabos. De fritar ovos na cabeça se quiser.

2) Blogger sai do ar. Felizmente por pouco tempo.

3)Tá, já que não posso mexer no blog vou aproveitar e fazer up de alguns arquivos.
Como sempre o MandeiBem entrou em 'crise'.
Agora dá página não encontrada nos arquivos.
Não adianta fazer up se ninguém pode baixar.

4) Prá completar minha 'felicidade' coloco um dvd para gravar He-man e She-ra. Porém...na hora 'H' eis que o maledito DVD não reconhece o dvd-r! Ok, perdi a abertura. Não tem problema. Vamos prá outra midia. A mesma coisa.
Não comprem dvd-r Verbatim!
Apelei prá um Kelpex que não era prá esse uso, mas ai foi.
Até tive sorte, perdi só alguns segundos do episódio do He-man.
E era um episódio importante.

5) Já que o MandeiBem estava out, tentei o GigaSize, adivinhem???

6) Ok, hoje não é dia de up. Vamos assistir alguns vídeos. YouTube em manutenção!!!

7) Certo vamos baixar uma torrent.... Demonoid em manutenção!!!

O que é isso?
A noite em que a internet parou?!?

Será uma mensagem 'divina' do tipo 'O que vc está fazendo nesse computador? Vá dormir!'

O Libertino

Direto para a mulinha. :)
Esse filme eu estava louca para assistir. Perdi no cinema porque ele só foi exibido em um único shopping e em uma única sessão a noite. Província é triste.
Como não assisti ainda não posso dizer se é bom ou não. Mas sabem como é, filme com Johnny Depp é sempre digno de se assistir. Ainda mais com o Malkovich. ;)


Elenco :
Johnny Depp (John Wilmot)
Samantha Morton (Elizabeth Barry)
John Malkovich (Rei Charles II)
Paul Ritter (Chiffinch)
Stanley Townsend (Keown)
Francesca Annis (Condessa)
Rosamund Pike (Elizabeth Malet)
Tom Hollander (George Etherege)
Johnny Vegas (Sackville)
Richard Coyle (Alcock)
Hugh Sachs (Ratcliffe)
Tom Burke (Vaughan)
Rupert Friend (Billy Downs)
Jack Davenport (Harris)
Trudi Jackson (Rose)
Claire Higgins (Molly Luscombe)
Freddie Jones (Betterton)
Robert Wilford (Huysmans)
Kally Reilly (Jane)

Equipe Técnica:
Título Original: The Libertine
Gênero: Drama
Tempo de Duração: 114 minutos
Ano de Lançamento (Inglaterra): 2004
Site Oficial: www.weinsteinco.com/thelibertine
Estúdio: Odyssey Entertainment Ltd. / Mr. Mudd / Isle of Men Film Commission / First Choice Films 2004
Distribuição: The Weinstein Company / Europa Filmes
Direção: Laurence Dunmore
Roteiro: Stephen Jeffreys, baseado em peça teatral de Stephen Jeffreys
Produção: Lianne Halfon, John Malkovich e Russell Smith
Música: Michael Nyman
Fotografia: Alexander Melman
Desenho de Produção: Ben van Os
Direção de Arte: Patrick Rolfe e Fleur Whitlock
Edição: Jill Bilcock

Sinopse :
John Wilmot (Johnny Depp), o 2º Conde de Rochester, é um rebelde provocador e um gênio literário da restauração inglesa do século XVII. Wilmot é convocado pelo rei Charles II (John Malkovich) a escrever uma peça, com a responsabilidade de que ela precisa ser magistral e que impressione a corte francesa. Apaixonado pela atriz Elizabeth Barry (Samantha Morton), o desejo de Wilmot em transformá-la em uma estrela e sua inteligência subversiva terminam por escandalizar a sociedade de Londres da época.

Curiosidades :
- John Malkovich estrelou a peça teatral de Stephen Jeffreys na qual O Libertino é baseado.

Informações Técnicas

Codec Vídeo: DivX
Bitrate: 788 Kbps
Resolução: 548x226
Fps: 25
Codec Áudio: Lame MP3
Bitrate: 96 Kbps
Taxa de Hz: 48.000 Hz
Duração: 109 min

25 de outubro de 2006

Legion of Super Heroes Episódio 01 [Download]


Desenho novo estreando nos USA.
Legion of Super Heroes.
O traço lembra o desenho dos Titãs.
Aparentemente parece bom.
Ainda não tive tempo de assistir.
Mas já consegui os dois primeiros episódios legendados em português.
Estão em RMVB. Prá assistir recomendo o Media Player Classic. Baixe o arquivo zip com as legendas e instale um prog chamado Vobsub. Ele vai exibir as legendas no Media Player Classic desde que o arquivo de vídeo e a legenda estejam na mesma pasta.

Aproveitando. Estou testando um novo site para hospedar os arquivos.
O Mandei Bem anda muito instável.
Qualquer problema, avisem, por favor. :)


Simbad e o Olho do Tigre - Miniaturas





Algumas miniaturas de Simbad e o Olho do Tigre.
Se alguém tiver um Minoton prá dar estou aceitando doações. ;p

Simbad e o Olho do Tigre - Imagens


Um pequeno slide com imagens do filme Simbad e o Olho do Tigre. O legal dos slide é que vc pode brincar com eles. Aumentar e diminuir a velocidade de exibição. Clicando sobre a imagem ele vai prá imagem original.

K-Lite Nitro


Me passaram essa dica e hoje dei uma experimentada. O K-Lite deixou de ser KaZaa e agora se conecta a 4 redes diferentes: FastTrack, Ares, Gnutella e OpenFT.
E promete para em breve BitTorrent e eD2k (eMule).
Dei uma testada rápida. Ele é rápido. O search também. O programa pareceu bem simples e pratico de usar. Mais até que o Shareaza que é parecido
Opções são sempre bem vindas. :)
Parece bom, mas ainda fico com a velha e boa mulinha.

24 de outubro de 2006

O eMule 0.47c e o Protocol Obfuscation

O eMule 0.47c traz, dentre outras coisas, uma novidade interessante: Protocol Obfuscation.

Download: eMule 0.47c.

O Protocol Obfuscation é um recurso que criptografa as transferências feitas através do eMule, no intuito de burlar limitações nada honestas impostas por operadoras de telefonia, que visam diminuir o tráfego de programas p2p. O texto abaixo, que explica o que é, para que serve, e como funciona este recurso, está rolando via e-mail, e foi retirado de um tópico do Fórum Guia do Hardware:

“Ultimamente está horrível conseguir boa velocidade no eMule. Tal fato se deve a uma coisa chamada ‘traffic shaping’ (ou ‘modelamento de tráfego’), uma forma que as operadoras (Brasil Telecom, Telefonica, Telemar, Net, etc.) acharam para diminuir a banda consumida por seus usuários com programas P2P, como o eMule. Não é uma medida aplicada só aqui não, várias operadoras pelo mundo estão seguindo essa receita. O funcionamento do traffic shaping é bastante simples. Todo protocolo de qualquer aplicação, ao ser transmitido pela rede, possui um cabeçalho que o identifica. O MSN tem seu protocolo, o Skype tem o seu, o tráfego HTTP (navegadores) tem o seu, enfim, é normal as aplicações sempre identificarem nos cabeçalhos dos pacotes enviados seu tipo de dado.

Aí que as operadoras perceberam que poderiam economizar uma quantia razoável de banda diminuindo a velocidade dos pacotes de alicações P2P instalando equipamentos capazes de fazerem uma varredura nos pacotes e identificar os usados por programas P2P. A Cisco, maior fabricante de equipamentos para redes do mundo, possui equipamentos profissionais com essa finalidade. Os primeiros programas a sofrerem o revés foram os clientes BitTorrent. A coisa passou a ficar feia, até que uma parceria entre os desenvolvedores do Azureus e do uTorrent acharam a saída: criptografar os pacotes ao transmiti-los pela rede! Com pacotes criptografados, eles não são mais facilmente identificados pela operadora e não sofrem traffic shaping! Em contrapartida temos um leve aumento do consumo de processamento, pois é necessário criptografar os pacotes na origem e descriptografar no destino.

O eMule há tempos vem sofrendo do mesmo mau, porém seus desenvolvedores insistiam em não implantar criptografia. A explicação era que os usuários que deveriam procurar seus direitos protestando contra sua operadora. É uma idéia muito mágica, bonita de dizer, porém nós brasileiros, que sofremos na mão do monopólio de pouquíssimas operadoras, sabemos o quão difícil é conseguir algo nesse sentido. Mesmo a Anatel, que deveria ser uma agência reguladora, atuando em defesa dos usuários, não se presta a nada além de fazer justamente o contrário, ou seja, defender sistematicamente os abusos das operadoras.

A boa notícia é que felizmente os desenvolvedores do eMule mudaram de idéia e implantaram criptografia (chamada de “Protocol Obfuscation”). No momento está disponível a versão 0.47b Beta1, com pleno suporte a criptografia. Vale lembrar que a criptografia só irá funcional plenamente quando muitos usuários migrarem para a nova versão.

Esperamos que isso dê um banho de água gelada nas operadoras que estão filtrando o tráfego do eMule.”

Para habilitar o Protocol Obfuscation, entre nas preferências, e em seguida, clique na aba Segurança. Lá, marque o item Enable Protocol Obfuscation. Assim:

Fonte: Fórum GdH (Peart).

23 de outubro de 2006

E se... a internet parasse totalmente de funcionar?


Matéria bem interessante que saiu na Superinteressante

E se... a internet parasse totalmente de funcionar?
Por Bruno Vieira Feijó

Imediatamente, o caos seria generalizado. "Basta imaginar que por trás de quase tudo o que fazemos hoje há um tripé de insumos essenciais: energia, telecomunicações e tecnologia. E a internet foi capaz de juntar tudo isso na tela do computador", diz Bob Wollheim, investidor de empresas de tecnologia. "Perder a habilidade de se comunicar com facilidade, ainda que por pouco tempo, significa retardar o nosso crescimento. Em vez de avançar, estaríamos ocupados em reatar o que já existia", diz Ricardo Chisman, sócio da consultoria em tecnologia Accenture. "Mas é tão improvável, que nenhuma empresa prevê algo parecido em seu gerenciamento de riscos."

O caos seria temporário, mas afetaria a totalidade da população do planeta. "A penetração da web chega a 70% nos países ricos, justo aqueles que mais influenciam as compras e vendas do comércio mundial", diza especialista em redes de computadoresTereza Cristina Carvalho, da USP. Se a queda persistisse por mais de uma semana, aí, sim, passaríamos por uma adaptação penosa. Klaus Kleinfeld, presidente da Siemens, chegou a declarar numa conferência que isso não é impossível: "Tudo o que se precisa para derrubar a internet é um computador e uma mente doentia que saiba como a rede trabalha".

Funciona assim: o controle do tráfego é feito por 13 máquinas principais e outras 1 000 interligadas pelo globo por cabos submarinos. Essas estações secundárias fazem cópia da informação armazenada nas principais e podem substituí-las a qualquer momento. Por isso, é mais fácil derrubar o sistema com um vírus do que bombardeá-lo fisicamente. "O que torna a internet tão vulnerável é a popularização das conexões rápidas, com micros desprevenidos ligados o tempo todo em rede", afirma KC Claffy, diretora da Associação Cooperativa para Análise de Dados da Internet (CAIDA, na sigla em inglês). Foi essa característica da rede que permitiu, por exemplo, que em 2003 o vírus Slammer infectasse 75 mil computadores em 10 minutos, incluindo os servidores do Bank of America .

APOCALIPSE VIRTUAL
O impacto imediato seria grande, mas nada que não pudesse ser contornado

SERVIÇOS BÁSICOS

Efeitos imediatos
- O impacto não será tão grande, e o setor terá condição de se renovar e seguir funcionando.
- Setor buscará antigas para normalizar seu funcionamento.

Haveria impacto elevado para serviços públicos, como é o caso da Receita Federal, que hoje depende da rede, seja para expedir cópias de declarações seja para controlar as importações e exportações do Brasil.

A suspensão de reservas de passagens e do controle do tráfego aéreo é cogitada, pois a maioria das torres usam a web para a troca de dados.

A telefonia - incapaz de processar tantas ligações - também entraria em colapso.

Efeitos a partir de uma semana
- Intercâmbio de tecnologias com outras áreas será fundamental.

Os governos dos países precisariam interferir nos negócios das empresas e coordenar um projeto de investimentos em infra-estrutura, parecido com o que acontece em casos de desastre natural ou pandemia. Ninguém sabe, por exemplo, se faltará dinheiro em papel devido ao aumento da demanda. Como comprar comida se ninguém tem dinheiro? Quem vai fornecer os mantimentos?

IMPRENSA

Efeitos imediatos
- Setor desempenhará um papel crucial na sociedade sem internet.

A mídia teria um papel fundamental, especialmente a TV: acalmar a população e não estimular o pânico. "Ela ajudaria a propagar as decisões dos governos quando todo mundo estaria ávido para saber o que fazer", diz Claffy.

Efeitos a partir de uma semana
- Setor precisará recomeçar do zero.

O mundo das notícias, claro, ficaria bem mais lento. Antes da web, os jornalistas só tinham acesso aos dados do exterior que o jornal mesmo comprava. "Depois do choque de democratização da informação, como voltar a depender apenas da grande imprensa, sem nenhunzinho blog pra contestar? E onde publicar nossas idéias e fotos?", diz Wollheim.

BANCOS

Efeitos imediatos
- O impacto não será tão grande, e o setor terá condição de se renovar e seguir funcionando.

Com a paralisação do internet banking, só no Brasil são 26 milhões de correntistas que teriam de enfrentar tumultos e filas quilométricas nas agências e nos caixas eletrônicos.

Fora o atraso em um ou outro pagamento, não haveria colapso da atividade econômica, pois as agências se comunicam por uma rede interna privada (que não precisa passar pela web) e uma parte é atendida por satélite.

Efeitos a partir de uma semana
- O impacto não será tão grande, e o setor terá condição de se renovar e seguir funcionando.
- Setor buscará antigas para normalizar seu funcionamento.

"Os bancos precisariam construir novas agências e colocar mais máquinas e pessoas para trabalhar", diz Tereza Cristina. Clientes mais abonados poderiam até receber do banco dispositivos que ligassem seus computadores aos da agência mais próxima.

ECONOMIA

Efeitos imediatos
- Setor paralisado.

As empresas mais afetadas seriam aquelas que atuam e têm clientes no mundo todo. Pelos menos metade delas, após uma interrupção duradoura da internet, poderiam não voltar a operar. Quanto às economias nacionais, correm mais riscos aquelas capazes de comportar e gerar mais tráfego na rede, como Coréia do Sul, Japão, Alemanha e EUA. É que, quanto maior a largura de banda, maior a disseminação dos vírus.

Efeitos a partir de uma semana
- Setor paralisado.

As finanças da Califórnia (EUA) e da Coréia do Sul estariam na lista daquelas que entrariam em colapso.

A Coréia, por deter o maior número de empresas usuárias de banda larga. A Califórnia, por concentrar 70% das companhias voltadas à tecnologia, especialmente internet.

DADOS VIRTUAIS

Efeitos imediatos
- Setor paralisado.

Existem dados que só ficam guardados em servidores da web.

As empresas costumam guardar cópias desses conteúdos em discos físicos, mas a gente não. Ficaríamos, portanto, sem as nossas fotos publicadas em fotologs, mensagens de serviços de correio como Gmail e Yahoo, e contatos do orkut e do MSN. Estima-se que 10 milhões de gigabytes de dados (equivalentes a 830 mil filmes de longa-metragem) circulam diariamente na rede.

Efeitos a partir de uma semana
- Ineditismo da situação obrigará a pesquisa de soluções igualmente inéditas.

Se esses dados sumirem para sempre, não há o que fazer e nem a quem reclamar. "Os contratos que as pessoas não lêem, mas aceitam, livra as companhias de supostas indenizações por falha de serviço", diz Patrícia Pack, advogada especialista em direito digital.

Pra quem assiste e crê na Rede Globo [Ebooks]

Para os fiéis funcionários do Grande Irmão algumas matérias de revistas famosas sobre a rede do Plim, Plim.:P
A matéria da Super é antiguinha. de 2005, mas é bem interesssante.
Boa leitura.

Discurso preconceituoso e racista ganha força na campanha anti-Lula

Hoje eu tô no meu dia de postar sobre política.
Campanha política é fogo. Os caras usam todas as armas que tem. Morais ou imorais.
É triste isso. Explorar a deficiência das pessoas é o cúmulo.
Apelar para o separatimos? Vergonhoso.

Luiz Inácio Lula da Silva tem sido vítima e discursos preconceituosos desde que disputou pela primeira vez um cargo executivo (em 1982). Mas na atual disputa eleitoral, com o crescente protagonismo da internet na campanha, o nível de baixaria e preconceito contra Lula chegou a níveis nunca antes observados numa eleição presidencial.

O portal de relacionamentos Orkut foi alvo, recentemente, de processos judiciais que denunciam a utilização do site para a propagação de idéias racistas, preconceituosas e moralmente ofensivas. Como reação às denúncias, a Google Inc., controladora do Orkut, determinou a retirada de todas as comunidades que contivessem conteúdo inapropriado.

Mas o que a Google não se deu conta ainda é que o "perigo" mora também em ambientes onde não se imagina que o preconceito e o racismo vão prosperar. Comunidades criadas no rastro do processo eleitoral, como as que são dedicadas às candidaturas presidenciais, são diariamente bombardeadas com mensagens de ódio e preconceito. Na comunidade "Nós votamos LULA Presidente 13", a todo momento são denunciadas mensagens de conteúdo racista e preconceituoso, em geral disparadas por pessoas que se auto-declaram anti-Lula e de alguns que se definem como apoiadores da candidatura de Geraldo Alckmin (PSDB).

É preciso ressaltar, porém, que o site oficial do candidato Geraldo Alckmin, em nenhum momento reproduziu, repercutiu ou incentivou qualquer mensagem deste tipo.



"Pobre", "nordestino" "ignorante"...

Um dos comentários mais polêmicos foi de um usuário do Orkut que proclamou que Alckmin "não irá precisar dos nordestinos" se for eleito presidente. Um outro usuário chegou a espalhar uma imagem propondo a divisão do país em duas partes: o Norte e Nordeste ficaria sob a presidência de Lula e o Sul, Sudeste e Centro-Oeste sob o comando de Alckmin. Outro usuário, escreveu "o pobre é burro por natureza, ele vota no Lula para continuar pobre".

Devido à enorme quantidade, seria impossível listar todas as mensagens de cunho preconceituoso que percorrem o Orkut diariamente, mas o tom de todas elas é sempre muito parecido.

As "peças" de propaganda anti-Lula não ficam restritas ao Orkut. Elas se espalham pela Internet com uma velocidade espantosa. É difícil encontrar um usuário de internet que não tenha recebido em sua caixa postal eletrônica pelo menos uma mensagem que qualifica o presidente como "ignorante", "iletrado", "nordestino burro", "operário cachaceiro" e outras tantas de calão ainda mais baixo. E nos últimos tempos, esta adjetivação deplorável passou a ser estendida também aos eleitores do presidente.

Uma das mensagens que mais se propagaram através de e-mails foi uma falsa carta atribuída, também falsamente, a uma pessoa de nome Otacílio na qual se registrava: "Senhor Lula, o senhor foi colocado onde está por pessoas tão ignorantes quanto o senhor".

Mas a difamação é tamanha que a campanha de Lula precisou criar um boletim chamado "Boletim anti-vírus", destinado a desmentir e criticar as mensagens espalhadas pela Internet. Segundo texto deste boletim, parte significativa das mensagens anti-Lula que circulam na Internet é constituída de charges, piadas, fotos e frases depreciativas contra o presidente da República. Há de tudo: de mentiroso a analfabeto, passando por bêbado.

"Claro que se trata de grosseria, pura e simples. Mas, no fundo, estamos diante de um velho e lamentável conhecido: o preconceito de classe. Numa de suas variantes, o trabalhador não teria condições de governar o país, porque não teria a 'alta cultura' exigida para tanto", diz o boletim.


Deficiência vira motivo de piada e peças de campanha

Fora da Internet (mas alimentada por ela) o preconceito ganha forma através de peças de campanha como adesivos e panfletos apócrifos. Na região Sul, apoiadores de Alckmin distribuíram nas últimas semanas adesivos mostrando a figura de uma mão, com quatro dedos, dentro de um círculo cortado pela tarja símbolo de "proibido".

A militância pró-Lula reagiu à ofensa e criou um outro adesivo, que mostra o desenho de uma mão aberta em "L", símbolo das campanhas do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, acompanhado dos dizeres "Sou contra o preconceito, sou Lula". A iniciativa foi do deputado Dr. Rosinha (PT-PR), que mantém em seu site modelos do adesivo e comentários sobre a campanha preconceituosa dos adversários de Lula.




O presidente perdeu o dedo mínimo da mão esquerda num acidente de trabalho, quando era torneiro mecânico em fábrica do ABC paulista. Também a Associação Paranaense de Deficientes se mostrou indignada com a imagem, que incentivaria o preconceito.

Segundo o assessor da campanha de Lula no Paraná, Fernando César de Oliveira, o adesivo está disseminado em Curitiba e no interior do Estado. O material também foi visto em Goiânia e São Paulo.

Em Porto Alegre, o mesmo material foi apreendido no último domingo. Ele era distribuído por correligionários da coligação Rio Grande Afirmativo, de Yeda Crusius (PSDB). A juíza eleitoral Ângela Maria Silveira determinou busca e apreensão dos adesivos por considerar que promoviam manifestação preconceituosa em relação ao presidente.

Um leitor do Vermelho que prefere não se identificar, enviou uma mensagem ao portal lamentando a campanha anti-Lula que explora a deficiência do presidente. Ele afirma que, na empresa onde trabalha, recebeu um e-mail contendo uma imagem explorando de forma jocosa os quatro dedos de Lula. "Além de confundir o eleitor mais simples, é extremamente preconceituoso. Recebi este e-mail do meu gerente e fiquei chateado, pois também perdi parte do indicador e médio da mão direita", protesta.

(Por Cláudio Gonzalez, no portal O Vermelho)

Governo Lula X governo PSDB

Há anos decidi não votar mais em partidos ou indivíduos.
Não dá certo.
Então voto em quem não mente: Os números.

Governo Lula versus governo PSDB
Dá prá não votar no cara?


:: INFLAÇÃO
FHC (2002) – INPC/IBGE: 14,74
LULA (2005) – INPC/IBGE: 5,05

FHC (2002) – IPCA/IBGE: 12,53
LULA (2005) – INPC/IBGE: 5,69

FHC (2002) – IGP-M/FGV: 25,30
LULA (2005) – INPC/IBGE: 1,20

FHC (2002) – IGP-DI/FGV: 26,41
LULA (2005) – INPC/IBGE: 1,22

:: RISCO PAÍS
FHC (dez/2002) – 2400
Lula (dez/2005) – 282

:: DÍVIDA EXTERNA
FHC(2002): 210
Lula(2005): 165


:: DÍVIDA COM O FMI
FHC (2002) – US$ 14,7 bilhões
LULA (2005) – ZERO (Pagou a dívida antecipada)

:: DÍVIDA COM O CLUBE PARIS
FHC (2002) – US$ 5 bilhões
LULA (2005) – ZERO (Pagou a dívida antecipada)

:: VOLUME DE EXPORTAÇÕES DOBROU EM 3 ANOS
FHC (2002) – US$ 60.40 bilhões
Lula (2005) – US$ 118,30 bilhões

:: BALANÇA COMERCIAL É SUPERAVITÁRIA APÓS 8 ANOS DE DÉFICIT
Taxa média anual do crescimento das exportações

FHC (1995 a 2002) – US$ -8.4 bilhões (média anual do saldo: US$ -1.06 bilhões)
Lula (2003 a 2005) – US$ +103,30 bilhões (média anual do saldo: US$ +34,4 bilhões)

:: SALDO DAS TRANSAÇÕES CORRENTES COM O EXTERIOR
FHC (1995 a 2002) – US$ -186,2 bilhões (média anual do saldo: US$ -23,3 bilhões)
Lula (2003 a 2005) – US$ +30,1 bilhões (média anual do saldo: US$ +10 bilhões)

:: DÓLAR R$

FHC(2002) - 3,53
Lula(Jan/06) - 2,30

:: DESEMPREGO
FHC (2002) - 12,2%
Lula (2005) - 9,6%

:: TAXA ABAIXO DA LINHA DE PROBREZA

- FHC (2002) - 35%
- Lula (2004) - 25,1%

:: UNIVERSIDADES CONSTRUÍDAS
FHC – 6 novas universidades federais em 8 anos
Lula – 10 novas universidades
federais e 48 novos campi em 4 anos

22 de outubro de 2006

Show do Ministro Brasileiro de Educação nos Estados Unidos

Essa foi bonita. Dá-lhe Cristóvam! :D
Essa eu tirei do TVRip. Desconheço a fonte original.

Durante debate em uma universidade, nos Estados Unidos,o ex-governador do DF,ex-ministro da educação e atual senador CRISTÓVAM BUARQUE, foi questionado sobre o que pensava da internacionalização da Amazônia.

O jovem americano introduziu sua pergunta dizendo que esperava a resposta de um Humanista e não de um brasileiro.

Esta foi a resposta do Sr.Cristóvam Buarque:

"De fato, como brasileiro eu simplesmente falaria contra a internacionalização da Amazônia. Por mais que nossos governos não
tenham o devido cuidado com esse patrimônio, ele é nosso.

"Como humanista, sentindo o risco da degradação ambiental que sofre a Amazônia, posso imaginar a sua internacionalização, como também de tudo o mais que tem importância para a humanidade.

"Se a Amazônia, sob uma ética humanista, deve ser internacionalizada, internacionalizemos também as reservas de petróleo
do mundo inteiro.O petróleo é tão importante para o bem-estar da humanidade quanto a Amazônia para o nosso futuro.
Apesar disso, os donos das reservas sentem-se no direito de aumentar ou diminuir a extração de petróleo e subir ou não o seu
preço.

"Da mesma forma, o capital financeiro dos países ricos deveria ser internacionalizado. Se a Amazônia é uma reserva para todos os seres humanos, ela não pode ser queimada pela vontade de um dono, ou de um país.

Queimar a Amazônia é tão grave quanto o desemprego provocado pelas decisões arbitrárias dos especuladores globais. Não podemos deixar que as reservas financeiras sirvam para queimar países inteiros na volúpia da especulação.

Antes mesmo da Amazônia, eu gostaria de ver a internacionalização de todos os grandes museus do mundo. O Louvre não deve pertencer apenas à França. Cada museu do mundo é guardião das mais belas peças produzidas pelo gênio humano. Não se pode deixar esse patrimônio cultural, como o patrimônio natural Amazônico, seja manipulado e instruído pelo gosto de um proprietário ou de um país.

Não faz muito, um milionário japonês,decidiu enterrar com ele, um quadro de um grande mestre. Antes disso, aquele quadro deveria ter sido internacionalizado.

"Durante este encontro, as Nações Unidas estão realizando o Fórum do Milênio, mas alguns presidentes de países tiveram dificuldades em comparecer por constrangimentos na fronteira dos EUA. Por isso, eu acho que Nova York, como
sede das Nações Unidas, deve ser internacionalizada. Pelo menos Manhatan deveria pertencer a toda a humanidade. Assim como Paris, Veneza, Roma, Londres, Rio de Janeiro, Brasília, Recife, cada cidade, com sua beleza específica, sua historia do mundo, deveria pertencer ao mundo inteiro.

"Se os EUA querem internacionalizar a Amazônia, pelo risco de deixá-la nas mãos de brasileiros, internacionalizemos todos os arsenais nucleares dos EUA. Até porque eles já demonstraram que são capazes de usar essas armas, provocando uma destruição milhares de vezes maiores do que as lamentáveis queimadas feitas nas florestas do Brasil.

"Defendo a idéia de internacionalizar as reservas florestais do mundo em troca da dívida. Comecemos usando essa dívida para garantir que cada criança do Mundo tenha possibilidade de COMER e de ir à escola. Internacionalizemos as crianças tratando-as, todas elas, não importando o país onde nasceram, como patrimônio que merece cuidados do mundo inteiro.

Como humanista, aceito defender a internacionalização do mundo.

Mas, enquanto o mundo me tratar como brasileiro, lutarei para que a Amazônia seja nossa. Só nossa!

Battlestar Galactica - 1978



Carvalho... eu sempre, mas sempre mesmo, fico arrepiada com essa abertura...rs
Com vocês: Battlestar Galactica, ou no Brasil, Galactica - Astronave de Combate. Uma das minhas séries favoritas de todos os tempos.
Galactica teve tanto impacto na minha infância quanto Concertos para A Juventude (lembram?) e Cosmos do mestre Carl Sagan. Provavelmente não seria quem sou sem a maravilhosa influência desse trio e de outros. Minha história pessoal sobre Battlestar Galactica deixo para outro post, provavelmente quando postar a trilha sonora ou um video dublado.

Então, para apresentar o seriado à aqueles que não a conheceram aqui vai um texto que abduzi da Wikipedia. Enjoy! :)
E para aqueles que a conhecem, um velho ditado: relembrar é viver! :P

Battlestar Galactica

Na época em que se discutia o livro "Eram os Deuses Astronautas?", com o surgimento da explosiva saga "Star Wars", a ABC lançava a série sci-fi "Galactica - Astronave de Combate" em 1978. Ela faz alusão às velhas civilizações Egípcias, Maias, Toltecas e outras tantas, que poderiam ter sido descendentes de seres espaciais: toda a estrutura do filme sugere que esses seres humanos "que até hoje lutam pela sobrevivência no espaço" são os antepassados dos Egípcios. Com estrondoso sucesso, a série aportou no Brasil em 1981 na TV Globo.

Criada por Glen A. Larson, que escreveu entre outros seriados "O Homem de Seis Milhões de Dólares", "Supermáquina", "Espaço 1999", "Buck Rogers", "Magnum", "Trovão Azul", "Manimal" etc., o filme foi uma reação da televisão americana à revolução dos efeitos especiais alçados às estrelas pelo cinema hollywoodiano.

Com uma pomposa música orquestrada de autoria de Stu Philips, com trilha sonora baseada em brilhantes e dramáticos acordes de metais e cordas, Galactica conta a saga das 13 tribos humanas chamadas de colônias, cujos habitantes humanos eram conhecidos como "coloniais" (uma referência às 13 colônias norte-americanas?).

Tudo começa com a tentativa das 12 colônias de darem fim a uma guerra de mais de mil anos entre os humanos e o império Cylon. Cylônios são os robôs cíclopes com cara de torradeiras cromadas. Com uma química baseada em silício (idéia provavelmente inspirada em um episódio de Star Trek), esses seres viam nos humanos um perigo à sua própria existência, sendo necessário exterminar a humanidade.

Numa proposta cylon de acordo de paz, todas as astronaves de combate das doze colônias deviam se reunir para participar da assinatura do armistício com o Império Cylon.

O único a desconfiar dessa assinatura é o cético e astuto comandante Adama (Lorne Greene), comandante da astronave de combate Galactica, que envia dois caças desarmados para reconhecimento, com a desculpa de estar saudando a chegada dos cylônios. São enviados os melhores pilotos da astronave, seu filho o capitão Apollo (Richard Hatch) e Starbuck (Dirk Benedict). Em combinação com Starbuck, Apollo decide levar seu irmão Zacharias em sua primeira patrulha estrelar, imaginando que sua patrulha seria uma missão de saudação diplomática.

Os dois caças partem para patrulhamento quando descobrem atrás de uma área de asteróides duas naves de combustível cylon. Estava descoberta a traição dos seres de lata: o armistício era um embuste e seria necessário avisar a frota. Os patrulheiros, sem armas, partem em busca desesperada a sua nave-mãe. Zack é atingido e Apollo é obrigado a deixá-lo para trás em busca de ajuda. Seus sinais de rádio são abafados por interferência. Centenas de caças cylon partem para cima dos dois. É iniciado o ataque surpresa.

Apollo pousa na nave de combate e alerta o comandante Adama, que atônito acompanha seu filho mais novo ser destruído pelos cylônios.

Adama põe a Galactica em condição de combate, o que chama a atenção do presidente na nau capitânia. O presidente ordena que a Galactica baixe a guarda, aconselhado por Balthar (John Colicos). Adama alerta o presidente que os cylônios vão atacar a qualquer momento. O presidente dispensa Adama se retira para reflexão.

É iniciado o ataque e todas as naves de combate são pegas de surpresa, exceto a Galactica, que lança ruidosamente seus poderosos caças Mark-II, armados e postos em combate com rapidez. Starbuck, o melhor piloto de toda a frota, e seus colegas Boomer (Herb Jefferson Jr.) e Jolly (Tony Schwartz) fazem de tudo para salvar a Galactica, abatendo aos montes caças cylon, perseguindo-as em cenas espetaculares de batalha espacial. Enquanto isso, todas as 20 baterias de canhões laser duplos são acionadas, defendendo a astronave de seus algozes.

Reconhecendo a inutilidade de uma resistência até a morte, Adama ordena que a Galactica abandone o dramático cenário da guerra, rumo a cidade de Cáprica, capital do planeta natal da astronave, em velocidade máxima. Adama desconfia (e mais uma vez acerta) que o ataque é em grande escala e contra toda a raça humana.

A nave presidencial é destruída assim como inúmeras naves de combate: Atlantia, a nave capitânia, explode num fulgurante espetáculo de luzes e sons, enquanto Balthar, o traidor das doze colônias, escapa furtivamente.

Adama chega a tempo de ver sua casa destruída. Sua esposa está morta. Seus sonhos de paz se esvanecem. Percebendo que a raça humana estava no fim, Adama chama todas as naves das doze colônias ainda em condições de navegar. A frota, a mais heterogênea já composta, reúne os últimos 50 mil seres humanso restantes de doze planetas arrasados pelo império Cylon. Os remanescentes caças são chamados a poousar na nave-mãe. Apenas 78 caças sobreviveram à pavorosa batalha.

Após inúmeras aventuras, a combalida frota lança-se rumo ao espaço desconhecido, em busca de uma lendária 13a. tribo que teria colonizado um distante, pequeno e brilhante planeta azul chamado Terra. Sua única proteção militar era a última astronave de combate, cujo comandante passaria por inúmeras dificuldades sempre auxiliado por seu filho e seus subordinados.

Balthar, que havia sido aprisionado pelos Cylônios após a traição à sua raça, é conduzido à chefia de uma nave base cylon, com o objetivo de localizar a Galactica e destruir os últimos representantes da raça humana, com a ajuda de um fiel servidor, Lúcifer.

Quem gosta de história militar irá notar a semelhança entre as artimanhas de Adama para enganar os Cylônios e as adotadas pelo Almirante Isoroku Yamamoto nos preparativos de ataque a Pearl Harbor (1942). Há também o fato dos caças cylon voarem sempre em três, um chefe e dois alas, igualzinho aos caças zero japoneses nos primeiros anos da Guerra do Pacífico, enquanto os caças americanos voavam sempre em dupla, um principal e um ala.

Galactica nada mais é do que um gigantesco porta-aviões-encouraçado. Verdadeiro colosso, Galactica é uma máquina de guerra muito maior que a NCC-1701 Enterprise, trazendo um conceito novo de nave de combate. O maior barato nisso tudo era seu poderoso motor que sempre rugia poderoso enquanto a música de Stu Philips tocava, deixando o telespectador boquiaberto.

Especula-se na internet que seu comprimento seja de cerca de 1,2 mihas (cerca de 2km). Já vi números maiores, porém nunca menores que isso.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...