29 de agosto de 2008

Veja como Jackson ficaria aos 50 anos se não tivesse feito cirurgias plásticas

A edição online do 'Daily Mail' fez uma simulação da aparência do cantor, que é considerado o rei do pop.


A edição online do jornal fez uma simulação de como ficaria a aparência de Michael Jackson se ele não tivesse feito cirurgias plásticas. Amanhã vamos postar algumas coisas referentes a seu aniversário. Íamos postar hoje (já que hoje é seu aniversário). Mas infelizmente não tivemos tempo.

Mas de amanhã não passa... Iremos comemorar o "desaniversário" de Michael Jackson. Hehe.

Nota da Fê: Está diferente não é? Mas além do fato das plásticas uma coisa interessante de ser lembrada é sua magreza. Obviamente elas não tem nada a ver com as cirurgias em si, mas que ele emagreceu muito, ah isso emagreceu sim. Dizem que foi devido a anorexia nervosa, o que é uma pena.
Mas em todo o caso feliz aniversário ao Michael e que ele tenha sucesso em seus próximos lançamentos.

Santuário de 'Jornada nas Estrelas' fecha as portas em Las Vegas

Espaço do hotel Hilton dedicado à série de TV desaparecerá em 1/9.
No local há dez anos, atração mergulhava fãs pelo universo 'trekker'.


Maquetes de naves na fachada do Star Trek Experience, espaço no hotel Hilton em Las Vegas dedicado à série e aos filmes de 'Jornada nas estrelas', que fechará as portas no próximo 1 de setembro.


Fãs da série, Karen Klein, 38, e Eric Klein, 39, renovam seus votos de casamento em um dos cenários da Stat Trek Experience.


Uma atriz conduz os visitantes pela jornada no universo do seriado.

Nota do Optimus: A Fê tentou me infectar com o vírus "trekker" (acredito que os "trekkers" tem um vírus que fica latente, escondido e que sempre que assistem a alguma coisa das séries ou dos filmes param tudo o que estão fazendo pra assistir. Mas até aí tudo bem, pois tb faço isso com Transformers e Conan. Hehe) mas não conseguiu. Mesmo assim gosto de Jornada e o que aconteceu foi uma pena.

27 de agosto de 2008

Aviso e Respostas aos Comentários

Olá pessoal... Alguns recados.

Ainda sobre o Projeto Olímpico - A gente está devendo ainda alguns posts pq não deu tempo de postar. O Optimus anda muito ocupado caçando Decepticons... rs Falando sério ele anda muito 'atucanado' com o trabalho e quase sem tempo pra outras coisas.

Assim que der [espero que no findê] a gente consiga fazer aquele post sobre os dois filmes que mais gosto sobre ciclismo.

Respondendo a alguns comentários...

Alejjandro - O filme a qual você se refere é esse aqui?


Se for, é um filmão! É sobre a vida do corredor estadunidense Steve Prefontaine. O nome dele é Without Limits [não lembro o nome em português]. É de 1998. Um dos lances mais legais do filme é ver como a Nike literalmente 'nasceu'.

Esse filme não é fácil de achar mas eu consegui. O problema agora é a legenda. Por enquanto só achei em espanhol. Mas está nos planos postar ele sim. :)

Antonio Carneiro - A questão do nome Super-Homem não foi nossa, e sim da matéria. Mas de qualquer forma concordamos com isso. Estamos em tempos bastante complicados, onde nomes de personagens e até mesmo subtítulos de filmes não são traduzidos. Por exemplo, se você chegar e perguntar para alguém sobre 'Batman - O Cavaleiro das Trevas' vão pensar que você está falando da HQ, pq o filme é conhecido como 'Batman - The Dark Knight'. Mas enfim... Esperemos que isso mude.

Evandro - Sobre as séries que você perguntou, sinceramente eu não sei. Pergunte para a Fernanda Furquim lá no TV Séries. Ela com certeza vai saber. ;)

Então é isso. Obrigado pelos comentários. A Fê adora respondê-los, sendo assim, podem comentar o quanto quiserem.
Como podem ver, esse post foi escrito a dois cérebros, quatro olhos e duas mãos [as do Optimus]. As minhas estão ocupadas jogando 'ping-pong' na parede da minha sala. Hugo Oyama que não leia isso... rs.

26 de agosto de 2008

Super Interessante - Julho 2008

25 de agosto de 2008

Avisos sobre Postagens!!!

Aqui vai um recado muito importante para quem navega em nossos blogs.

Visitem sempre o nosso blog de downloads no Wordpress... Algumas vezes irão aparecer algumas novidades lá que não serão postadas aqui.

Como alguns links para o eMule e até mesmo downloads diretos de outros arquivos.

Lembrando que o link e a senha para o blog do Wordpress encontram-se na parte superior direita aqui do blog.

Fica dado o recado. :)

Abraços e boa navegação.

Zorro em Cores 2 - EBAL


Olá pessoal...

Mais uma raridade da EBAL para matar a saudade.

Descoberto Yoda, o gato de Batman

Depois que sua foto foi parar na web, donos não param de receber ligações. Diversos programas de TV e jornais já exibiram o bichano Yoda.

Os donos de Yoda, um gato que aparenta ter quatro orelhas, estão precisando de ajuda para atender tantos telefonemas. Ted e Valerie Rock contam que receberam inúmeros contatos de redes de TV e jornais depois que seu filho colocou uma foto do bicho na internet. A divulgação transformou o animal esquisito de Downers Grove (Illinois, EUA) em celebridade.


Desde então, a família Rock já foi contatada pelos programas “Good Morning América” e pela rede “Fox News”, entre outros. A foto do bichano, por sua vez, estampou as páginas de diversos jornais britânicos. Entre eles o “Daily Mail”, que escreveu: “se Batman tivesse um gato, ele seria Yoda”. “É incrível. Nos últimos dias, o telefone não pára de tocar”, disse Ted Rock.

A família encontrou o gato em 2006, enquanto assistia a um jogo de futebol americano na TV de um bar. Na época, Yoda tinha cerca de oito semanas e era zombado por muitas pessoas que passavam pelo local. Entre os apelidos, contam os Rock, estavam “gato do diabo” e belzebu.

Não foi uma história de amor a primeira vista, mas a família sentiu pena do animal e o adotou. Até então, o bicho ficava preso em uma gaiola, para entreter os freqüentadores do bar com seu visual esquisito.

Super-Homem poderá seguir clima de 'Cavaleiro das Trevas' nas telas

Presidente dos estúdios Warner se viu estimulado por sucesso de Batman. Em entrevista, Jeff Robinov afirmou que outros heróis ganharão filmes.

Estimulado pelo sucesso de público e de crítico do sombrio "O cavaleiro das trevas", o mais recente filme baseado em Batman, o presidente dos estúdios Warner disse que outro herói da DC irá seguir os tons dark do blockbuster do ano: o Super-Homem.


Em entrevista ao jornal "The Wall Street Journal", Jeff Robinov disse que gostaria de ver nas telas o lado mais pesado de um dos mais populares personagens dos quadrinhos - e que ainda não satisfez o gosto dos fãs mais devotos dos quadrinhos em sua versão moderna.

Robinov também anunciou que pretende lançar oito filmes baseados em heróis por ano até 2011.

Entre outros heróis que deverão ganhar suas próprias produções estão Lanterna Verde, Arqueiro Verde, Flash e a Mulher-Maravilha, sem contar o terceiro "Batman" dessa nova era e outro baseado no "Super-Homem".

Nota do Optimus: Duas coisas. A primeira é um Super-Homem mais "dark"? De onde saiu isso? Ele é o "escoteirão". Hehe... E a segunda, 11 filmes? Bem, espero que o segmento não entre em colapso antes disso...

24 de agosto de 2008

Anjo do Espaço - EP - O Espelho Solar

Oi pessoal...

Esse foi graças a uma dica do nosso amigo Quatermass... A Fê estava navegando e encontrou um desenho que ele já tinha comentado no Planeta é Nosso. O nome do desenho é 'Anjo do Espaço'.


Este era o codinome de Scott McCloud, um agente do bureau de investigação da Terra, dedicado a segurança do sistema solar. McCloud e sua tripulação viajavam pelo universo em uma espaçonave chamada Starduster. A tripulação era formada por Taurus, especialista em mecânica e um grande piloto espacial, Crystal, especialista em eletrônica e astro-navegação e o pai de Crystal, Professor Mace, líder da estação espacial Evening Star.

O personagem Anjo do espaço foi criado por Dik Darley e Dick Brown da Cambria Studios, o mesmo estúdio que produziu a série Clutch Cargo e o desenho dos 3 Patetas.


Da mesma forma que em Clutch Cargo, o estúdio utilizou uma técnica de animação patenteada por eles chamada Synchro-Vox technique, com superposição de movimentos verdadeiros, de lábios sobre a boca do desenho original.

O diretor da série foi o grande Alex Toth, um antigo animador da National Comics (atual DC), que algum tempo depois criou o famoso Space Ghost e muitos outros desenhos da Hanna-Barbera.


Anjo do Espaço foi apresentado pela primeira vez em 6 de fevereiro de 1962 sendo produzido até 1964. As vozes da série original em inglês eram de Ned Lefebver como Scott McCloud, Margaret Kerry e Hal Smith faziam as outras vozes e vozes incidentais.

No Brasil a série foi apresentada pelos canais Tupi, Record e Gazeta.

Agradecimentos ao Quatermass pela lembrança do desenho.

Para efetuar o download é só ir em nosso blog do Wordpress. O link e a senha estão na parte superior direita do blog.

Desenho retirado do ótimo site Ripforcebr. Agradecimentos especiais aos usuários Antonio Tadeu (ripador) e Livemettall (colaborador). Caso queira encontrar mais raridades basta visitar e participar.

Garth Ennis fala sobre sua paixão por histórias de guerra

As histórias de guerra são as preferidas do escritor Garth Ennis. A Segunda Guerra Mundial, em particular, exerce grande fascínio sobre o autor.


Na opinião de Ennis, a Segunda Guerra Mundial foi o evento mais importante do século passado e possivelmente do milênio, devido ao número de vidas afetadas e às mudanças que o conflito trouxe à humanidade.

Por isso, é natural que o artista esteja entusiasmado, uma vez que está dedicando mais de 60% do seu tempo aos roteiros do seu material preferido. Para o escritor, Garth Ennis' Battlefields, da Dynamite Entertainment, é o seu melhor trabalho.


Garth Ennis' Battlefields é uma minissérie de nove partes dividida igualmente em três histórias de três partes.

O primeiro arco, The Night Witches, terá desenhos de Russ Braun, e mostrará o conflito épico entre pilotos alemães e as mulheres pilotos russas, no verão de 1942. Estas mulheres, a maioria na faixa dos 20 anos, pilotaram antiquados biplanos, durante a noite, para enfrentar os eficientes e modernos (para a época) aviões alemães.

Para Ennis, essas aventuras ilustram um período que já está começando a ficar distante em nosso passado e cujas histórias estão desaparecendo.

23 de agosto de 2008

Projeto Olímpico - O Escocês Voador

Como eu e a Fê gostamos muito de ciclismo (tudo bem, ela com certeza mais que eu, já que no seu caso ciclismo é "herança de família") vou postar sobre esse filme que ela me mostrou há algum tempo.


Provavelmente a maioria das pessoas não deve saber quem é Graeme Obree (mais conhecido como escocês voador).

Bem, ele é um dos grandes nomes do ciclismo mundial, tanto de velocidade quanto de resistência. Sua importância não se deve somente aos recordes quebrados, mas também a sua capacidade inventiva. Em 1993 ele bateu o recorde mundial de uma hora de ciclismo (para quem não sabe, esta prova consiste em que o atleta pedale durante uma hora em um velódromo na maior velocidade possível, justamente para colocar a maior distância de recorde) com uma bicicleta projetada e construída por ele. Nesta bicicleta haviam até peças de uma máquina de lavar roupa!

Obree teve outros problemas que o tiraram das provas (ele sofre de distúrbio bipolar), mas com ajuda de amigos conseguiu combatê-los e voltou a competir.

Espero que com esta pequena explicação o pessoal sinta vontade de baixar o filme. Lembrando que para isso é só ir em nosso blog no Wordpress. O endereço do blog e a senha para acessar o post do filme estão logo acima, na coluna da direita aqui do blog.

O filme está em formato DVD-Rip legendado.

Sinopse do filme

Jonny Lee Miller está inesquecível neste inspirador relato baseado na notável história verdadeira de Graeme Obree, campeão mundial de ciclismo. Apesar das origens modestas e de uma batalha incansável contra um distúrbio bipolar, este competidor tenaz e criativo deixou sua marca indelével na história do esporte. Em 1993, Obree projetou e construiu uma bicicleta com sobras de metal e peças de uma máquina de lavar roupa. Competindo contra os melhores do mundo numa corrida de profissionais, ele quebrou o recorde mundial, que acabou perdendo depois numa controvérsia tempestuosa. A emocionante história de paixão e triunfo de Obree vai fazer você vibrar!

Nota da Fê: Sou suspeita pra falar, mas esse é um dos três melhores filmes sobre ciclismo que já vi. Amanhã falamos sobre os outros dois.

Projeto Olímpico - Documentário The Triumph Of Her Will e mais um posto do Planeta é Nosso

Olá pessoal...

Dando prosseguimento ao Projeto Olímpico, o Thintosecco escreveu mais um post sobre os heróis olímpicos. Como sempre muito bom! Não me canso de agradecer a participação, valeu Thintosecco! Dêem uma visitada no Planeta é Nosso para ler.

Depois que o Optimus escreveu sobre a origem das Olimpíadas vou aproveitar para postar sobre um documentário que já falamos aqui no Vintage. O 'The Triumph Of Her Will' da cineasta alemã Leni Riefenstahl.


O documentário retrata vários anos de sua vida e toda sua carreira. Leni Riefenstahl foi uma das grandes criadoras e inovadoras de imagens do imaginário popular mundial. Afinal foi seu documentário Olympia [que muitos pensam ter sido propaganda do partido nazista, mas que na realidade foi filmado a partir de um pedido do COI - Comitê Olímpico Internacional] que firmou em nossas mentes o formato de imagens, planos e sequências para as filmagens de esportes.



Outra curiosidade bastante interessante é o fato de que seu filme da reunião do partido Nazista em 1934 ['Triumph of the Will'] serviu de inspiração para George Lucas filmar várias das cenas de Star Wars. Principalmente as que unidades de Stormtroopers e rebeldes aparecem. A mais clássica de todas é a cena final do episódio IV, onde Luke, Solo e Chewbacca caminham para receber medalhas da Princessa Léia. Existe uma cena praticamente idêntica a esta no filme de 1934.



Muito se questiona até hoje se ela foi seduzida pelo 'Lado Negro da Força'. Riefenstahl admitiu ter sido muito inocente e que não acreditava que Hitler e seu alto comando pudessem fazer as coisas que fizeram. Mas isso não importa, já que estamos falando de sua contribuição a arte mundial.

Acredito que seus valores pessoais estavam muito acima de qualquer ideologia política ou racial e sua obra demonstra isso. Indiscutível com certeza é o seu incrível talento e perseverança.

O passado perseguiu Leni, que foi impedida ou boicotada de criar ou até mesmo de participar de outros projetos após a Segunda Grande Guerra. Seu crime? Ser alemã, cineasta e ter ajudado [ou não] a máquina de propaganda do Partido Nazista. Crimes que ela foi posteriormente inocentada. Mas infelizmente não pela opinião mundial.


Para fazer o download do documentário em nosso blog do Wordpress clique aqui.

22 de agosto de 2008

Tela hi-tech da Globo "dá pau" e deixa apresentadores na mão



Tô F#@% e mal paga... rs

O que parecia ser a salvação para minha tendinite pelo jeito vai ser um pesadelo. Prestem atenção em quantos movimentos a Mylena Ciribelli faz com a mão para tentar rolar a tela e a desgramada não vai de jeito nenhum! Pelo visto essa tecnologia ainda tem muito o que avançar.

Dica de site: Mygazines.com


Esse site é bem interessante.

É tipo um 'Youtube' de revistas. O site incentiva o usuário a escanear e postar revistas de todo o mundo. O que eu acho bem legal.

Embora meu acesso a internet esteja ainda extremamente limitado o site é bem acessível até para mim. Tem uma boa navegação. Antes da minha tendinite crônica eu tinha uma idéia de escanear várias revistas antigas para colocar aqui. Acho esse tipo de material muito interessante.

Então taí a dica. ;)

Projeto Olímpico - John Williams And Pops Orchestra - Summon The Heroes

Olá pessoal

Continuando com a correria dos posts sobre olimpíadas desta vez temos o CD 'John Williams And Pops Orchestra - Summon The Heroes'.


Obviamente todos conhecem o trabalho de John Williams, seja em Star Wars ou em Indiana Jones [duas das franquias mais famosas do cinema], mas nem todos conhecem um outro lado do compositor. O de compor temas de abertura de jogos Olímpicos [tanto de verão quanto de inverno].

Neste CD Williams juntamente com a Boston Pops Orchestra, tocam alguns de seus temas Olímpicos, assim como temas de outros compositores que foram utilizados em outras aberturas.

Fazem parte desta coletânea provavelmente as músicas olímpicas mais famosas de todos os tempos, 'Summon the Heroes' e 'Bugler´s Dream/Olympic Fanfarre and Theme'.

John Williams And Pops Orchestra - Summon The Heroes - Parte 1

John Williams And Pops Orchestra - Summon The Heroes - Parte 2

Ainda em tempo uma opinião bem pessoal... Acredito que o estilo 'marcial' da Pops não conbinou muito bem com as músicas do Vangelis, mas de qualquer forma ficaram boas.

Projeto Olímpico - Esportes Radicalmente Divertidos

Olá pessoal...

Agora vamos postar um desenho da Disney, 'Esporte Radicalmente Divertidos'. Como o nome diz, os esportes são tratados com muito humor por Mickey, Pateta e toda a turma.


O desenho mostra o mundo dos esportes de uma maneira nova e hilariante, estrelando Pluto, Mickey, Donald e outros personagens clássicos Disney. Em O Campeão Olímpico, Pateta quer ganhar a medalha de ouro em caminhada, corrida com obstáculos, arremesso de disco e arremesso de dardos - mas conquista muitas gargalhadas. Em Caddy Canino, Mickey não pode perder a bola de vista quando um esperto roedor tenta estraga sua partida de golfe. Pateta salva o jogo e o dia em Futebolmania, quando ladrões perversos fazem tudo para conseguir o troféu de um milhão de dólares. Finalmente, divirta-se com Pateta e sua tentativa frustrada para tornar-se musculoso e Pateta Ginasta. É diversão para toda família.


O arquivo está dublado e em formato DVD-Rip. Para baixar é só ir no blog do Vintage no Wordpress. A senha para entrar no post com os links para download está localizado no blog, logo acima na coluna da direita.

Estúdios pressionam provedores contra P2P

Post muito bom do site Melhores do Mundo...


Segundo o site da Info, A MPAA, associação que reúne estúdios americanos, está pressionando os provedores de internet do país a fechar o cerco contra usuários que trocam músicas e filmes por Torrent. A associação diz que realiza muitos esforços contra a pirataria na internet, mas não pode avançar mais sem o auxílio dos provedores.

A MPAA defende que os provedores de banda larga analisem o material trocado por usuários assíduos de redes P2P, a fim de não permitir que quem baixa filmes ou seriados o faça impunemente.


Bom, vamos lá...

Esta medida da MPAA pode ser tudo o que os provedores queriam. Ora, as trocas de arquivos via P2P congestiona suas redes e o que eles mais querem é acabar com isso. Se não me engano, aqui no Brasil, cerca de 2% dos usuários de banda larga são responsáveis por 50% do tráfego.

Algumas empresas utilizam o safado traffic shapping - não é, dona Net Virtua? Shavurska! - que limita a banda para quem use programas P2P. Porém, isso é ilegal lá nos EUA e alguns fornecedores de banda larga do país, como a Comcast, já tomaram uma advertência da Justiça.

E tem outra coisa que a MPAA está esquecendo - talvez a principal: a violação da privacidade dos usuários!

É isso aí... continuem assim.

A indústria musical praticamente está quebrada. Se antes qualquer banda jovem chegava às 800.000 cópias tranqüilamente, hoje os emos do NX Zero, principal banda da garotada atualmente, sua para vender 100.000. E a indústria televisiva e cinematográfica também caminha para os mesmos passos: bilheterias diminuindo - tirando, é claro, hits como Batman Cavaleiro das Trevas - e a audiência, alcance e share dos canais a cabo despencam dia após dia.

Enquanto a indústria gastar seu tempo lutando contra isso ao invés de criar soluções inéditas e revolucionárias para esse consumo, elas estão fadadas ao fracasso.

Voltron em nova produtora

A New Regency, produtora divisão da FOX, não vai mais produzir Voltron: Defender of the Universe , de acordo com oVariety.


A boa notícia é que o projeto não foi para a gaveta, já que de acordo com a mesma fonte, Ryan Kavanaugh, financiador e produtor da Relativity Media, está negociando os direitos, though on a more moderate budget, utilizando os mesmos efeitos vistos em produções como 300.

O filme produzido por Gordon é descrito como um conto pós-apocalíptico passado em Nova Yorque e no México, onde cinco sobreviventes de uma atque alienígenase unem para lutar pilotando Voltron, um robô gigante (mecha) composto pela combinação de 5 naves, todas em formato de leão, basado no anime dos anos 80.


O filme foi escrito por Justin Marks.Mark Gordon e Jordan Wynn são os produtores, Bryan Zuriff é o produtor executivo. O diretor pode ser anunciado em breve.

Savage Dragon faz campanha para Barack Obama

Nunca os quadrinhos tiveram uma participação tão diversa numa eleição americana.

Depois das camisetas de Barack Obama com a imagem pintada por Alex Ross e das biografias dos candidatos lançados como HQ pela IDW, chegou a vez de Erik Larsen fazer a sua opção política.


Larsen, um dos fundadores da Image Comics, é o criador do personagem Savage Dragon, um humanóide verde com barbatana na cabeça, que é um policial.

Savage Dragon # 137 terá uma capa alternativa (que pode ser vista abaixo) na qual o personagem dá o seu apoio ao candidato democrata à presidência dos Estados Unidos, Barack Obama.


O personagem já teve um arco, em 2004, no qual ele é um dos candidatos à presidência. Larsen criou o personagem, que foi visto pela primeira vez em Megaton # 3, em 1986. Após a fundação da Image, o artista reformulou Dragon, que fez sua estréia numa minissérie em 1992.

18 de agosto de 2008

Projeto Olímpico - Jamaica Abaixo de Zero

Como já falei em Olimpíadas de Inverno, vou postar sobre um ótimo filme. Muito divertido e leve, mas com uma imensa mensagem não somente para o esporte, mas para a vida.

O filme é Jamaica Abaixo de Zero.


Ficha Técnica: Jamaica Abaixo de Zero (Cool Runnings, EUA, 1993)
Direção: Jon Turteltaub
Elenco: John Candy, Leon, Doug E. Doug, Rawle D. Lewis, Malik Yoba, Raymond J. Barry, Peter Outerbridge.

O filme conta a história real de quatro atletas jamaicanos que sem reunem para montar a primeira equipe de bobsled para disputar as Olimpíadas de Inverno de 1988 em Calgary no Canadá. Totalmente desacreditados e motivo de piadas, eles conseguem contratar um ex-atleta da modalidade (o bonachão e falecido precocemente John Candy) para treiná-los. O que parecia piada se torna realidade, eles conseguem montar um equipe competitiva para disputar esta corrida no gelo, mesmo treinando em um país tropical e com todas as condições adversas, inclusive a falta de material para o esporte.

No elenco os destaques são o treinador John Candy, como sempre engraçado e fazendo bem o papel do sujeito sem rumo na vida que ganha um segunda chance e principalmente Doug E. Doug no papel do desastrado e engraçadíssimo Sanka.

Esta história que poderia descambar para mais um comédia besteirol, se torna um filme ao mesmo tempo engraçado e emocionante, que com certeza deixará com um nó na garganta todos aqueles que apreciam esporte, mas principalmente passará uma lição de força de vontade e um ótimo sentimento de esperança.

Eis a história verdadeira dos atletas:

Vinte anos atrás nos Jogos Olímpicos de Inverno de Calgary a primeira equipe jamaicana de bobsled começou a fazer história. Eles aqueceram os corações de muitas pessoas no mundo inteiro em sua primeira tentativa de glória olímpica, tendo sido imortalizado no filme "Jamaica Abaixo de Zero". Desde então, a equipe tem sido um pilar nas Olimpíadas de Inverno, e agora têm os seus olhos focados em realmente conquistar uma medalha para a Jamaica.


Nos primeiros jogos (1988) a equipe foi vista como uma novidade, uma vez que tinha muitas dificuldades técnicas. Nos segundos jogos (1992) a equipe tinha mudado drasticamente para melhor. Eles praticaram duro por 4 anos e estavam confiantes e bem orientados. Na modalidade 4-man a equipe entrou em 14o lugar, a frente das equipes dos Estados Unidos, da França, Rússia e Itália. E isto foi apenas o início. Na modalidade 2-man a equipe jamaicana chocou o mundo ficando a frente dos suecos, ficando em 10º lugar.



A equipe continuou melhorando, conseguindo marcas expressivas como medalhas de ouro em Campeonatos Mundiais.

Para baixar o filme dublado vá em nosso blog exclusivo para downloads.

Para acessá-lo basta clicar aqui e inserir a senha "animal".

ATENÇÃO!!! - Informações sobre os downloads do blog

Para preservar o Vintage decidimos a partir de hoje postar filmes, documentários e afins em outro local. As matérias, textos, imagens e quadrinhos continuarão a ser postadas aqui no blog, mas os vídeos para down estarão em outro lugar.

"Mas que lugar é esse?" Bem, é um outro blog. Mas desta vez no Wordpress. Estamos testando para ver se essa idéia pode dar certo.

No blog do Wordpress os posts de download de arquivos estarão protegidos por senha para maior proteção, já que ao parece o Wordpress também está fazendo uma "caça as bruxas" como a do Google.. Para ter acesso aos arquivos basta entrar com a senha (animal) e pronto. Você já terá acesso aos arquivos que quiser.

A maioria dos arquivos vai estar em servidores Mediafire a princípio e no formato .avi. Excepcionalmente alguns estarão em outros servidores e em outros formatos.

Então é isso pessoal... Espero que todos gostem e nos ajudem.

Para entrar no Vintage69 do Wordpress basta clicar aqui!

Filme sobre Shuster e Siegel está em andamento

Um filme sobre a vida de Joe Shuster e Jerry Siegel, criadores do Super-Homem, pode ser uma das próximas apostas de Hollywood nos temas relacionados aos quadrinhos.


O roteiro já está sendo desenvolvido, de acordo com informações recebidas pelo site norte-americano Superman Homepage. A produção será de John Stamos, ator do antigo seriado Full House (Três é Demais, no Brasil), que anda à procura de financiadores para o projeto.

Líder do Nine Inch Nails fala mais da idéia de transformar disco em série de TV

E não é que pode realmente acontecer? Já há algum tempo o líder do Nine Inch Nails, Trent Reznor, pretendia levar as mensagens do álbum conceitual Year Zero às telinhas e às telonas. Uma entrevista recente de Reznor ao jornal L.A. Times confirma a intenção do vocalista, que salientou apenas que prefere ver seu trabalho virar um seriado e não um filme.

A coisa toda começa a ficar mais séria quando Reznor - inegavelmente um dos mais importantes nomes da cultura dos EUA - garante que já conversou com produtores do canal HBO, e que ambas as partes pensam em um seriado de duas temporadas. O disco lançado em 2007 versa sobre questões como paranóia, a crescente censura nos Estados Unidos, uma suposta ditadura de direita, religião, meio ambiente e outros assuntos sociais e políticos transferidos para um futuro próximo - tudo inspirado no atual governo da terra natal do cantor.


Para incrementar o lançamento, a banda contratou os serviços da 42 Entertainment, que criou um Alternate Reality Game (ARG) extremamente interessante - saiba mais.

De acordo com o mentor do Nine Inch Nails, a idéia de ver o álbum nas telinhas é o que o deixa mais empolgado ultimamente: "É a coisa mais excitante que vejo no horizonte. É o que me faz acordar pela manhã e dizer 'Deus, seria tão legal se acontecesse'. É minha grande ambição. Que fim vai ter? Não sei, mas foi divertido sentar com os caras da HBO, produtores, roteiristas, e vê-los interessados".

Reznor foi adiante para explicar por que criou um disco ficcional para criticar o governo do presidente George W. Bush: "Como podia me expressar de maneira a não parecer que eu estava detonando especificamente com George Bush? Quer dizer, eu adoro Neil Young, mas não tenho interesse em ouvir o disco Living with War, sinceramente. Minha reação a esse tipo de álbum é 'Sabemos disso. É óbvio'".

O Nine Inch Nails já esteve no Brasil em 2005 e volta para cá no início de outubro.

17 de agosto de 2008

Épico grego Rise of the Argonauts tem novas imagens

Para os fãs de épicos e mitologia [como eu] aqui estão informações sobre um novíssimo jogo.

Rise of the Argonauts, RPG de ação da Codemasters com temática e estilo de jogo semelhantes ao sucesso God of War, teve novas imagens divulgadas ontem. Confira abaixo, ao lado de outras reveladas na E3.


No game, Jasão busca o Velo de Ouro para ressuscitar sua amada, morta no dia de seu casamento. A bordo do navio Argo, Jasão e seus companheiros Hércules, Aquiles, Pan e Atalanta enfrentarão monstros e guerreiros mitológicos em busca do lendário objeto e de vingança. O sistema de upgrades de personagens será ligado a adoração de divindades e cada personagem terá habilidades específicas que auxiliarão no cumprimento das missões. A ambientação, claro, será a Grécia antiga.


O game sairá para Xbox 360, Playstation 3 e PCs até o fim do ano.

Fã cria vídeo stop-motion com bonequinhos dos heróis Marvel



Muito legal!!!

O Optimus me mandou esse vídeo e resolvi colocar aqui.

Stop Motion Rulez! :)

Nova foto da animação Mulher Maravilha

Não precisava de mais motivos para acreditar que o DVD da Mulher Maravilha vai ser ótimo, mas eis que surge uma nova foto, com Diana fazendo uma pose clássica, vejam a seguir:


No elenco de dublagem estão Keri Russel como a princesa Diana (a dos quadrinhos, não a da Inglaterra), Nathan Fillion como Steve Trevor, Virginia Madsen como a rainha Hipólita, Rosario Dawson no papel da amazona rival Àrtemis e Alfred Molina como o vilão Ares.

O DVD chega às lojas dos Estados Unidos em feveiro de 2009.

DVD de Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal: conheça o conteúdo

Nem bem ficamos doidos com o conteúdo do DVD do Homem de Ferro e outro grande lançamento deste ano já tem seus detalhes divulgados, pois a Paramount Home Entertainment não só anunciou a data de lançamento do DVD de Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal (14 de outubro nos EUA, em DVD e Blu-ray) Como também divulgou o material extra do lançamento. Confira:

Disco 1:

- O Retorno de uma lenda: Esta sessão mostrará o processo de evolução do filme e um tributo ao lendário herói e seus criadores ( pombas, os caras merecem.)


- “Pré-Produção”: Aqui vemos Steven Spielberg em meio ao processo de criação de sequências de ação, Shia LaBeouf em suas aulas de esgrima além de mostrar a reunião dos realizadores com o elenco no estúdio de som.


Disco 2:

- “Diário de produção: fazendo O Reino da Caveira de Cristal”: Reúne realizadores, elenco e equipe para um olhar completo sobre a criação do filme
- “Filmagens começam: Novo Mexico”
- “De volta ao Colégio: New Haven, Connecticut”
- ” Bem vindo à Selva: Hilo, Hawaii”
- “On-Set Action”
- “Explorando Akator”
- “Wrapping Up!”
- “Maquiagem do guerreiro”
- “As caveiras de Cristal”
- “Iconic Props”
- “Os efeitos de Indy”
- “Aventuras na Pós-Produção”
- “De perto: Time Indy”
- “Pré visualização das sequências”
- “Fuga da Àrea 51 “
- “Perseguição na selva”
- “Ataque das formigas”
- “Galerias”
- “Departamento de arte”
- “A aventura começa”
- “Cemitério e Selva”
- “Akator”
- “O estúdio de Stan Winston “
- “Cadáveres, Esqueletos & Múmias”
- “Aliens & caveiras de cristal”
- “Fotografias da produção”
- “Portraits”
- “Foto de por trás das câmeras”


Esses conteúdos, que valem para o lançamento em DVD, não em Blu-ray, não estão garantidos na versão nacional (e qual é a novidade?), que por sinal, só deve sair por aqui no fim deste ano. A gente espera, assim como esperamos que o DVD nacional faça jus a um filme tão bom.

16 de agosto de 2008

César Cielo é ouro nos 50m livre e faz história na piscina do Cubo d'Água

Um ótimo texto sobre a vitória do atleta brasileiro. A primeira medalha de ouro nos jogos e com uma prova muito boa.

Brasileiro conquista a primeira medalha dourada do país na natação

César Cielo Filho, touca cinza e óculos nas mãos, esperava na sala de aquecimento quando aquele sujeito de tronco desproporcional veio caminhando na sua direção de agasalho e medalha no peito.

- Tá vendo isso aqui? - disse Michael Phelps - Foi por um centésimo.

“Isso aqui”, no caso, era a medalha de ouro, a sétima de Phelps em Pequim, 13ª da carreira olímpica do fenômeno americano. Exatamente 13 medalhas de ouro a mais do que o Brasil tinha em 68 anos de natação nos Jogos.

César Cielo chegou à raia quatro com o peso de um país nas costas. O maiô grudadíssimo no corpo, o nervosismo diluído em tapas. O muito doido Césão ganharia ou perderia em frações. Os outros nadadores, todos, tocaram na água da piscina. Ele não. Estava absolutamente concentrado.

- Você pode ganhar por um centésimo. Ou perder por um centésimo - disse Michael Phelps.

O Brasil é capaz de comemorar décimos lugares, de beijar com ênfase medalhas de bronze. E não é por acaso. Entre o Oiapoque e o Chuí, ouro é minério olímpico escasso. Até ontem eram apenas 17 as medalhas douradas em verde-e-amarelo - desde a primeira, conquistada por Guilherme Paraense no tiro, em 1932. A número 18 estava por vir. Rápido. Muito rápido.

Foram 34 braçadas. Nenhuma respiração. Nos primeiros metros, Cielo pareceu estar atrás dos franceses Alain Bernard e Amaury Leveaux. No meio da prova, na eternidade daqueles dez segundos iniciais, era impossível dizer quem liderava. Seria Eamon Sullivan, o recordista mundial australiano? Ou o sul-africano Roland Schoeman?


Aquele mar de potentes braçadas e pernas batendo... misturava espuma e angústia. Nas arquibancadas, CÉSÃO se angustiava. CÉSÃO era, na verdade, uma fila de cinco pessoas formando um acróstico humano e elétrico. O “C”, ou César Cielo pai abraçava o “E”, Flávia, mãe, que balbuciava.

- Vai, vai...

O S (Raísa, amiga da família), o à (Matheus, outro amigo) e o O, a irmã Fernanda... se comprimiam. Os últimos metros estavam ali da piscina, logo à frente do CÉSÃO humano. A uns doze metros do fim, Cielo botou um braço na frente. A câmera subaquática captou num ângulo fugaz os dentes dentro de sua imensa boca aberta. Foi como se mostrasse o apetite olímpico do país inteiro.

Cielo estava realmente na frente. A fração de liderança empurrou o berro de torcedores, locutores, tantas gargantas país afora. Faltavam dois metros, um. Veio a trigésima-quarta braçada. Cielo bateu. Uma fração curtíssima precedeu a confirmação eletrônica. O Brasil era campeão olímpico numa piscina. Pela primeira vez.


Parecia improvável. Cielo arregalou os olhos dentro dos óculos e olhou para o placar. Viu o número 1 ao lado de seu nome. Vinte e um segundos e trinta centésimos - novo recorde olímpico. Em segundo lugar chegou Leveaux, quinze centésimos atrás (21s45). Em terceiro, Bernard (21s49). O oitavo colocado, o sueco Stefan Nystrand, cravou 21s72, 42 centésimos atrás de Cielo, menos de meio segundo, um piscar de olhos.

O brasileiro berrou. Afundou. Emergiu num grito. Sentou numa das bóias que marcava a raia. Afundou de novo. Sentou na outra, ergueu os dois braços e flexionou os bíceps qual incrível Hulk ou Phelps. Submergiu mais uma vez. Voltou à superfície cuspindo água... e começou a chorar. Seriam as primeiras lágrimas do dia.

Devagar ele saiu da piscina, ainda meio incrédulo e muito mais leve. Andava devagar, meio grogue, como se não acreditasse. Ao lado da piscina, a primeira entrevista para o repórter da TV Globo, Marcos Uchoa.

- Foi a melhor prova da minha vida. O melhor dia da minha vida.

Novas lágrimas. O segundo choro. Cielo deixou Uchoa e caminhou, algo atordoado, para o vestiário. Vinte minutos mais tarde, ele voltou, recomposto. Esboçou um sorriso. Caminhou firme até o pódio. Viu Alain Bernard receber seu bronze. Amaury Leveaux sorrir com a prata. E então subiu ao degrau mais alto. Recebeu o beijo e o buquê de flores do presidente da Confederação brasileira, Coaracy Nunes. As emoções pareciam sob controle.


Acenou, cruzou as mãos atrás do corpo, respirou fundo. Os acordes do hino brasileiro ecoaram pela primeira vez no Cubo D’Água. Cielo sorriu... ensaiou um “às margens plácidas”... mas no terceiro verso já estava chorando. E chorando copiosamente, emocionando a arquibancada e os dois sorridentes franceses ao seu lado. A cena comoveu o público. Começaram os aplausos. Que ficaram cada vez mais altos. Talvez vissem ali o choro de um garoto, e não o peso de um país nas costas, um país tão carente de medalhas - ou de medalhas de ouro em especial.

O terceiro choro de Cielo se estendeu até depois do hino. Ele deixou o pódio entre abraços, a realidade começando a descer de vez sobre seus ombros. Ele vai até perto da arquibancada e joga as flores que acabara de ganhar para a mãe Flávia. Flores que ela não largou mais. Ele era campeão olímpico, os anos de treino em água gelada, as competições infindas, as dores... tudo tinha valido a pena.


O Cubo d’Água sofreu uma invasão brasileira. Alguns nadadores da delegação quebraram o protocolo. Cercaram Cielo. Abraçaram Cielo.

- Césão, Césão, Césão!

Gustavo Borges, maior nadador brasileiro até então, invadiu junto. Abraçou longamente o vencedor. De repente, um celular.

- Cielo, é pra você.

Do outro lado da linha, outro presidente. O presidente da república. Cielo disse um alô assustado. Olhou para a arquibancada. Pegou uma bandeira do Brasil e pôs simbolicamente nas costas. Seu mundo tinha mudado em 21 segundos e 30 centésimos. O mundo da natação no Brasil tinha mudado em 21 segundos e 30 centésimos. A medalha de ouro brasileira em Pequim tinha deixado de ser um sonho. Em 21 segundos e trinta centésimos.

Cielo ainda choraria mais duas vezes. A quarta na entrevista coletiva. A quinta - uma hora e meia depois da prova, ao encontrar a família. O primeiro abraço foi no pai. O segundo, na mãe, durou longos 30 segundos. E terminou em lágrimas. Flávia tocou no rosto do filho. E o abraçou de novo, segurando ainda as flores que ganhara após a cerimônia. E então, alguém perguntou:

- Cadê a medalha?

E César Cielo, então, exibiu o ouro que levava para casa.

Canal Brasil vai exibir série de documentários sobre os quadrinhos no país

Preparando para gravar...

Uma ótima pedida para um segmento que nunca foi muito reconhecido dentro do Brasil. Ainda bem que as coisas parecem estar mudando.

De Ângelo Agostini à Turma da Mônica. Dos mestres do terror e do erotismo na década de 60 ao sucesso de Ivan Reis e Mike Deodato no exterior. De Henfil a Lourenço Mutarelli.

O Canal Brasil começa a exibir no dia 26 de agosto a série Quadrinhos, cinco programas produzidos no Brasil sobre os quadrinistas e as HQs nacionais. É o documentário mais amplo já realizado sobre o assunto no país.


A proposta é contar os destaques dos mais de 100 anos de histórias dos quadrinhos no país, que sempre consumiu muita HQ. Há entrevistas com Ziraldo, Maurício de Sousa, Angeli, Paulo Caruso, Ivan Reis, Ivan Cardoso e vários outros nomes importantes de várias vertentes da HQ nacional.

Cada programa aborda um aspecto da história. O primeiro, "A Nona Arte", vai dos primórdios dos quadrinhos, no século 19, à poderosa editora Ebal, de Adolfo Aizen, que liderou a produção nacional na década de 50. O segundo, "Os Mestres do Terror", destaca nomes como Nico Rosso, Rodolfo Zalla e Júlio Shimamoto, que produziram quadrinhos de terror, comédia e erotismo - e, mais importante, de sucesso - nas décadas de 50 a 70.

O terceiro programa, "A Turma do Infantil", aborda criações como a Turma da Mônica e Menino Maluquinho, grandes sucessos da HQ nacional. "Gibis, Drogas e Rock 'n Roll", o quarto programa, destaca os cartunistas que fizeram seu nome na ditadura militar e além, como Henfil, Ziraldo, Angeli, Glauco e Laerte, bem como o trabalho underground de Lourenço Mutarelli. Por fim, o último capítulo, "Capitão Brasil e sua Gangue", aborda os super-heróis nacionais como O Anjo, Capitão Sete, Judoka e outros - que levaram o país a ser um exportador de consagrados desenhistas de super-heróis.

A produção é da Ideograph. Os episódios serão exibidos a cada terça-feira, sempre às 21h. Já há previsão de uma seqüência à série, a ser exibida em 2009.

Livro infantil adapta Batman - O Cavaleiro das Trevas cortando toda a violência

A criançada não podia ficar de fora do fenômeno Batman - O Cavaleiro das Trevas - filme permitido para menores de 13 anos nos EUA somente acompanhados de adultos e para maiores 12 anos no Brasil. Então, a Warner e a editora Harper lançaram dois livros, baseados no filme, dedicados somente aos baixinhos: Batman Saves The Day e Batman Versus The Joker.


Sendo um produto para crianças, as histórias não podem conter violência exagerada, nem qualquer idéia de sangue. Nem referências sexuais, como as garotas a tiracolo de Bruce Wayne. Nem o humor macabro do Coringa ou o rosto desfigurado de Harvey Dent. Nem explosões.

Tirando isso, o que sobra de Cavaleiro das Trevas? Quase nada: Bruce Wayne vai à festa de aniversário de Rachel Dawes, até que a comemoração é interrompida pela gangue do Coringa - o Coringa menos ameaçador que você já viu. Harvey Dent nem dá as caras (trocadilho infame). Os vilões não usam armas. O gás do riso virou gás do sono.

É essa a história de Batman Saves The Day, do qual o blog Scans Daily publicou algumas páginas.

O livro já virou motivo de piada entre bat-fãs. Não por conta de censura, que às vezes é necessária para o público infantil. O problema é que o livrinho não tem nada a ver com o filme. Se a Warner percebeu que, deixando a violência de lado, não poderia contar a história para crianças, por que promover o filme entre o público infantil?

Batman Saves The Day e Batman Versus The Joker certamente devem aparecer no Brasil em bancas e livrarias em breve. Corra atrás: desde já são itens de colecionador.