Explosão de ônibus espacial da Nasa que matou sete pessoas faz 27 anos


Morte de 7 astronautas da Nasa completou 27 anos nesta segunda-feira (28). (Foto: Divulgação/Nasa)
Da esquerda para a direita, Sharon Christa McAuliffe, Gregory Jarvis, Judith Resnik, Francis Scobee, Ronald MacNair, Mike Smith e Ellison Onizuka (Foto: Divulgação/Nasa)


A morte de sete astronautas da agência espacial americana (Nasa) completa 27 anos nesta segunda-feira (28). O acidente ocorreu em 1986, quando o motor impulsionador do ônibus espacial Challenger falhou, provocando a explosão da nave.

A tragédia ocorreu 73 segundos após a decolagem e matou toda a tripulação. De acordo com a Nasa, a perícia indicou que o acidente foi causado por uma falha no anel de vedação do foguete propulsor direito, e o tempo frio também contribuiu.

A nave estava em sua décima missão, e o fato provocou a interrupção do programa espacial americano por alguns meses.

A foto acima, tirada no dia 9 de janeiro de 1986, 20 dias antes da explosão do Challenger, mostra toda a tripulação, formada por Sharon Christa McAuliffe, Gregory Jarvis, Judith Resnik, Francis Scobee, Ronald E. McNair, Mike J. Smith e Ellison S. Onizuka.

Apollo I
No domingo (27), a morte de três astronautas americanos que se preparavam para o que seria o primeiro voo tripulado do programa Apollo completou 46 anos.

Gus Grissom, Ed White e Roger Chaffee estavam sentados em cima da plataforma de lançamento durante um teste preparatório, quando começou um incêndio na cápsula, em 1967.

Astronautas da missão Apollo 1 durante, mortos durante acidente em plataforma (Foto: Divulgação/Nasa)
Da esquerda para a direita, Gus Grissom, Ed White e Roger Chaffee (Foto: Divulgação/Nasa)

A investigação sobre o acidente indicou que houve falha no mecanismo de abertura da Apollo I, o que impediu a saída dos astronautas e provocou a morte dos três.

De acordo com a Nasa, o incidente fez com que a agência fizesse alterações de engenharia e mudanças no projeto principal da cápsula, que a tornaram mais segura para a futura viagem à Lua, em 1969.

Para ler mais notícias do G1 Ciência e Saúde, clique em g1.globo.com/ciencia-e-saude. Siga também o G1 Ciência e Saúde no Twitter e por RSS.





Enviado via iPad

Comentários

Postagens mais visitadas