Os Números do BBB

Quanto custa o BBB para os bolsos do contribuinte? Recebi por e-mail. Não sei o autor. Seja quem for, meus parabéns. Sobre fazer um BBB 'inteligente' eu já brinquei muito com isso aqui em casa. Se a Globo fizesse um BBB comigo e alguns amigos (historiadores, programadores, geneticistas, biólogos) iríamos, com certeza, bater todos os recordes de audiência. Pela primeira vez na história a Globo teria ZERO de audiência!!!

- 29 milhões de ligações do povo brasileiro votando em algum candidato para ser eliminado do Big Brother.

- Vamos colocar o preço da ligação do 0300 a R$ 0,30. Então, teremos... R$ 8.700.000,00. Isso mesmo! Oito milhões e setecentos mil reais, que o povo brasileiro gastou ( e gasta ), em cada paredão!

- Suponhamos que a Rede Globo tenha feito um contrato "fifty to fifty" com a operadora do 0300, ou seja, ela embolsou R$4.350.000,00. Repito: Somente em um paredão!

- Alguém poderia ficar indignado com a Rede Globo e a operadora de telefonia ao saber que as classes menos letradas e abastadas da sociedade, que ganham mal e trabalham o ano inteiro, ajudam a pagar o prêmio do vencedor e, claro, as contas dessas empresas.

- Mas o "x" da questão, caro(a) leitor(a), não é esse. É saber que paga-se para obter um entretenimento vazio, que em nada colabora para a formação e o conhecimento de quem dela desfruta; mostra só a ignorância da população, além da falta de cultura e até vocabulário básico dos participantes e, consequentemente, daqueles que só bebem nessa fonte.

- Certa está a Rede Globo. O programa BBB dura cerca de três meses. Ou seja, o sábio público tem ainda várias chances de gastar quanto dinheiro quiser com as votações.

- Aliás, algo muito natural, para quem gasta mais de oito milhões numa só noite! Coisa de país rico como o nosso, claro!

- Nem a Unicef, quando faz o programa Criança Esperança, com um forte cunho social, arrecada tanto dinheiro.

- Vai ver, deveriam bolar um "BBB Unicef". Mas, tenho dúvidas se daria audiência. Prova disso, é que na Inglaterra, pensou-se em fazer um Big Brother só com gente inteligente. O projeto morreu na fase inicial, de testes de audiência. A razão? O nível das conversas diárias foi considerado muito alto, ou seja, o público não se interessaria.

Um dia eu vi um BBB italiano que achei interessante. Se passava numa vila romana antiga. E os participantes tinham que se virar prá fazer tudo. Desde a cama que dormiam à própria comida - sem forno de micro ondas, sem máquina de lavar, sem chuveiro elétrico ou a gás e obviamente sem tv! Pão sem fermento, leite de vaca, vinho nem pensar, uvinhas, meus caros. Se quiser suco de uvas, vá espremer...rs. Tudo artesanal, como era naquela época. Só não falavam latim, ai já seria sacanagem. Um BBB assim eu gostaria de participar. Se fosse no Egito Antigo ai sim eu ia me divertir.

Comentários

Postagens mais visitadas