Quando a ditadura argentina traduzia os títulos dos vinis. El Numero de la Bestia!!!

Bah! Eu lembro bem dessa época. Era meio bizarro, eles realmente traduziam tudo. Não só nomes de bandas, como de discos também. Como por exemplo, Richie Blackmore ficava algo como Ricardito Mais Preto. rs.

O legal é que os discos eram baratos e nós conseguíamos muita coisa através da Argentina. Aliás, ainda devo ter algum desses aqui.


Durante a ditadura militar argentina, uma lei bizarra pegou no pé dos LPs.

Sim, é isso mesmo, as filiais argentinas eram obrigadas a traduzir para o espanhol os títulos dos vinis e suas canções. Seria uma maneira de "disfarçar" os ianques? Ou de nacionalizar los gringos?

Da metade dos anos 70 até a metade dos 80, The Beatles eram conhecidos como “Los Beatles” e haviam gravado o álbum “Socorro!” (Help!). O disco Lets Dance, do David Bowie, virou “Bailemos”. E o clássico Strangers in the Night, de Frank Sinatra, se transformou em “Extraños En La Noche”.

O roqueiro argentino Silvano Brancati, um dos proprietários do Manifesto Bar305 (SP), chegou ao Brasil em 1985 - no fim da nossa ditadura. Ele lembra bem da repressão: “Eu era adolescente e já gostava de rock, mas era uma dificuldade pra mim. Morava em Buenos Aires e não chegava muito material de rock´n´roll por lá. E, quando vinha, era com nomes traduzidos e capas horríveis, mal reproduzidas. Achava aquilo estranho, principalmente, quando meus amigos conseguiam algum vinil importado. Além dos gringos serem em inglês (normal), eles ainda vinham com uma arte gráfica bem mais bonita.”

Hoje em dia, dependendo da raridade do vinil argentino, ele vale uma boa grana no E-Bay. E outros viraram apenas objetos de colecionador.

Lembrando: QUALQUER DITADURA É ESTÚPIDA!

Veja alguns exemplos de vinis traduzidos

Iron Maiden
El Numero de la Bestia (The Number of the Beast)

AC/DC
Si Queres Sangre (If You Want Blood (You've Got It))

Los Beatles
Submarino Amarillo (Yellow Submarine)

Bee Gees
La Vida Enlatada (Life in a Tin Can)

No repertório do primeiro disco do Black Sabbath, pérolas como “Sabado Negro” (Black Sabbath), “Mujer Perversa” (Evil Women), “El Hechicero” (The Wizard).

Billy Idol
Alarido Rebelde (Rebell Yell)

Deep Purple
Traetormentas (Stormbringer)

Echo & the Bunnymen
Canciones Para Aprender & Cantar (Songs to Learn and Sing)

Kiss
Destructor (Destroyer)

Ramones
Fin Del Siglo (End of the Century)

Rolling Stones
Rescate Emotivo (Emotional Rescue)

Whitesnake
Aqui Voy Nuevamente (Here I Go Again – single)

Frank Zappa
Ratas Calientes (Hot Rats)

por Daniel Vaughan306 // 26/05/2009 - 21:43

http://mtv.uol.com.br/vivaovinil/blog

Comentários

Postagens mais visitadas