Heróis Thor e Lanterna Verde ganham animações em DVD

Hoje em dia, é comum para os blockbusters baseados em quadrinhos que os estúdios lancem diretamente para o mercado home-vídeo animações baseadas em seus personagens. Em regra, as tramas dessas produções não fazem parte do universo do filme principal, mas ajudam o público a se familiarizar com seus heróis e vilões. Com o lançamento recente de “Thor” e a chegada iminente de “Lanterna Verde” aos cinemas nacionais, versões animadas dos heróis ganharam as prateleiras estadunidenses e devem chegar em breve às lojas nacionais.

Em seu primeiro longa animado solo, o deus do trovão é visto por uma ótica diferente em “Thor – O Filho de Asgard” (“Thor – Tales of Asgard”, no original), com uma trama que remete à adolescência do personagem. Aqui, um jovem Thor, ansioso por provar o seu valor, convence seu irmão Loki a acompanhá-lo em uma perigosa jornada até Jotunheim.

O objetivo do rapaz é mostrar seu valor como guerreiro encontrando a Espada da Surtur, a arma poderosíssima de um demônio flamejante que acabou por cair na terra dos Gigantes de Gelo durante uma guerra que resultou na quase extinção dos Elfos Negros. Durante a jornada, os filhos de Odin ganham a companhia dos Três Guerreiros – Fandral, Volstagg e Hogun – e da Lady Sif. No entanto, a missão do grupo pode começar uma guerra entre Asgard e Jotunheim.

Interessante reparar que vários elementos dessa animação acabam por fazer parte do próprio roteiro do filme live-action do personagem, parecendo às vezes um tratamento não-aproveitado do recente blockbuster. O visual de Asgard mais lembra a terra dos cavaleiros de Rohan de “O Senhor dos Anéis” do que o look sci-fi que vimos nos cinemas, dando um quê de conta de fadas à produção, algo ressaltado pela total ausência de menções à Terra.

Tendo como base a série de HQs “Thor – Son of Asgard”, esta é uma versão de Thor bem diferente da que os cinéfilos puderam conferir, mas que também conta uma história do amadurecimento de um herói. O traço mais “rústico” combina com o clima da trama, mas a animação poderia ser mais movimentada, com algumas cenas tendo uma taxa um tanto baixa de frames por segundo, embora não chegue a comprometer o bom resultado final.  “Thor – O Filho de Asgard” foi produzido pela Lionsgate e pela Marvel Animation, e chega no Brasil em BD pela Flashstar.

Já o Lanterna Verde, às vésperas de sua estreia na telona, emplacou seu segundo longa animado em DVD/BD, “Lanterna Verde – Cavaleiros Esmeralda”. A fita nos apresenta a mais nova recruta da Tropa dos Lanternas Verde, a jovem Arísia que, poucos dias após ganhar o seu anel, já é convocada para enfrentar uma ameaça cataclísmica, com uma inescapável invasão do poderosíssimo Krona à base dos Lanternas, o planeta Oa.

Enquanto toda a tropa se prepara para essa batalha, o instrutor de Arísia, o humano Hal Jordan, tenta preparar sua pupila, contando histórias dos grandes heróis que já tiveram a honra de usar um anel esmeralda. O primeiro Lanterna, o sargentão Kilowog, a guerreira Laira, o anti-social Mogo e o antecessor de Jordan, Abin Sur, tem seus contos mostrados, com a maioria dessas histórias sendo adaptações bem fiéis de diversas HQs, originalmente escritas por nomes consagrados da indústria como Alan Moore, Peter J. Tomasi e o atual chefe criativo da DC Entertainment, Geoff Johns.

Cada um dos segmentos do longa é dirigido e roteirizado por profissionais diferentes. No entanto, há uma continuidade no visual, o que combina com os objetivos da produção de apresentar como a diversidade em meio à Tropa dos Lanternas Verde os torna uma unidade mais eficiente. Ver homenagens sutis à “Nascido Para Matar” no conto de Kilowog e a influência da cultura japonesa na triste história de Laira ressalta bem isso.

A animação é bastante fluida, com um traço eficaz e batalhas eletrizantes, além do visual rico, especialmente nos diversos construtos criados pelos anéis. Ressalte-se também a excelente dublagem original, que traz Nathan Fillion como Hal Jordan (ator que era o favorito de muitos fãs – inclusive este que vos escreve – para viver o herói nas telas) e Jason Isaacs (o Lucius Malfoy, da saga “Harry Potter”) como Sinestro.

Nota da Fê: Sem falar no Arnold Vosloo (o Imhotep da saga “A ´Múmia”) como Abin Sur. Alegre

Com mais este lançamento do selo DC Universe, a Warner Premiere continua sua série de acertos com os personagens da editora. “Lanterna Verde – Cavaleiros Esmeralda” chega ao mercado brasileiro em agosto.

___
Thiago Siqueira é crítico de cinema do CCR e participante fixo do RapaduraCast. Advogado por profissão e cinéfilo por natureza, é membro do CCR desde 2007. Formou-se em cursos de Crítica Cinematográfica e História e Estética do Cinema.

Comentários

  1. Essa animação do Thor é boa, mas Thor & Loki Blood Brothers ( motion Comics ) é ótima. Assista!

    ResponderExcluir
  2. Já vi. :) Ótima mesma! Baseada na mini do Loki. Viu porque reclamei tanto do filme?
    Abraços :)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas