Furacão Irene faz NY tirar moradores de áreas de risco e fechar transporte

Aviary g1-globo-com Picture 2O governador de Nova York, Andrew Cuomo, disse que toda a rede de transporte público da cidade vai ser fechada a partir das 12h deste sábado (27), preventivamente,  por conta da passagem do furacão Irene.

A tempestade tropical se aproxima da Costa Leste do país e pode provocar estragos com suas chuvas e fortes ventos em uma região que vai das Carolinas do Norte e do Sul a Nova Jersey, incluindo Nova York e a capital, Washington.

Em comunicado, Cuomo disse que o estado de Nova York, com ajuda das autoridades federais, está se preparando para enfrentar um possível "desastre natural sem precedentes".

As autoridades municipais deram uma ordem de retirada obrigatória para cerca de 250 mil pessoas que moram em áreas baixas, que correm risco de inundação, disse o prefeito de Nova York, Michael Bloomberg.

Segundo ele, é a primeira vez que isso acontece, e a ordem só foi dada porque a tempestade tem potencial para ser "muito séria".

A retirada obrigatória deveria começar às 16h locais (17h de Brasília), assim que os abrigos provisórios preparados para receber os moradores estivessem liberados.

Os principais setores atingidos são Coney Island e Manhattan Beach, no Brooklyn, Far Rockaway e Broad Channel, em Queens, e outras áreas costeiras de Staten Island.

Bloomberg também sugeriu que todos os moradores fiquem em suas casas durante 24 horas a partir da noite de sábado.

Transportes
A Autoridade Metropolitana de Transporte deve suspender todos os sistemas de ônibus, metrô e trens de 12h de sábado (13h de Brasília) até pelo menos 7h de segunda-feira (8h de Brasília).

O sistema atende diariamente a cerca de 8,5 milhões de usuários.

As pontes da cidade também poderão ser fechadas, caso os ventos superem 96 quilômetros por hora.

Mulheres e cão nesta sexta-feira (26) na praia de Kill Devil Hills, na Carolina do Norte, praticamente deserta antes da chegada de Irene (Foto: AFP)Mulheres e cão nesta sexta-feira (26) na praia de Kill Devil Hills, na Carolina do Norte, praticamente deserta antes da chegada de Irene (Foto: AFP)

Chegada
O furacão perdeu um pouco de força, mas já provoca fortes ventos na costa das Carolinas do Norte e do Sul, disse o Centro Nacional de Furacões (CNF) nesta sexta-feira.

O centro da tempestade, na categoria 2 da escala Saffir-Simpson (que vai até 5), está localizado a cerca de 480 quilômetros a sul-sudoeste do cabo Hatteras, na Carolina do Norte, com ventos regulares que diminuíram de 165 para 155 quilômetros por hora."

"Pouca mudança na força é a previsão antes da chegada do Irene à costa da Carolina do Norte. Algum enfraquecimento é esperado depois disso", afirmou o CNF.

Sem esporte
Preocupações de segurança com os possíveis impactos causados pelo furacão Irene levaram a liga de futebol americano dos Estados Unidos (NFL) e outras entidades esportivas norte-americanas a remarcar ou cancelar eventos marcados para o fim de semana.

A NFL, as ligas de beisebol e futebol, e torneios de golfe e tênis tiveram eventos remarcados diante da aproximação do furacão Irene da Costa Leste dos EUA.

Mapa divulgado pelo Centro Nacional de Furacões dos EUA mostra a trajetória prevista para o Irene nos próximos dias. A área em branco deve ser atingida entre sábado (27) e segunda-feira (29). Já a área granulada mostra o provável percurso do furacão até a (Foto: Centro Nacional de Furacões/NOAA)Mapa divulgado pelo Centro Nacional de Furacões dos EUA mostra a trajetória prevista para o Irene nos próximos dias. A área em branco deve ser atingida entre sábado (27) e segunda-feira (29). Já a área granulada mostra o provável percurso do furacão até a (Foto: Centro Nacional de Furacões/NOAA)

g1

Comentários

Postagens mais visitadas