Morre o guitarrista Tony Sheridan, aos 72 anos


RIO - O cantor e guitarrista inglês Tony Sheridan entrou para a História como o artista que assina o compacto no qual os Beatles gravaram juntos pela primeira vez. John Lennon, Paul McCartney, George Harrison e Pete Best (baterista original do grupo, antes da entrada de Ringo Star) acompanham Sheridan em seu single "My bonnie"/ "When the saints go marching in", registrado em junho de 1961. O compacto entrou para o folclore da banda quando o empresário Brian Epstein (fundamental na condução da carreira dos Beatles) contou que ouviu falar do quarteto pela primeira vez quando um cliente pediu o disco na sua loja em Liverpool.

Sheridan e os Beatles se conheceram na Alemanha, onde os Beatles foram para uma série de shows. O músico - com fama de imprevisível, dado a bebedeiras que o levavam a esquecer as letras das músicas e , eventualmente,a perder sua guitarra - tocava num clube próximo ao deles, e o quarteto sempre ia assistir a suas apresentações. Já amigos, Sheridan levou-os à loja onde eles compraram as jaquetas de couro que maracaram seu figurino "bad boy", usado até a chegada de Epstein, que introduziu os terninhos com os quais eles ficaram famosos.

O mais importante, porém, foi a influência decisiva que Sheridan teve no repertório inicial da banda, apresentando a eles os discos de R&B americanos.

Sheridan nasceu em Norwich em 1940. Aos sete anos, ele aprendeu a tocar violino. Na escola, chegou a tocar na orquestra e a cantrar no coro. Em 1956, já como guitarrista, ele formou uma banda e foi para Londres. Ele é tido como o primeiro músico britânico a tocar guitarra elétrica na TV, em rocks clássicos como "Blue suede shoes".

Quando a Beatlemania estourou, Sheridan estava mais voltado para o blues e o jazz, mais ligado às raízes da música americana - interesse registrado em seu primeiro disco. Em 2002, ele lançou o álbum "Vagabond". As músicas gravadas em 1961, com os Beatles, foram relançadas muitas vezes, a última delas em 2011, como "The Beatles with Tony Sheridan first recordings: 50th anniversary edition".

Em 2011, Sheridan tocou no Brasil, na praia de Camburi, em Vitória, no Espírito Santo. Em 2012, poucas semanas após uma apresentação na Califórnia, ele sofreu uma cirurgia cardíaca. O artista morreu no último sábado, de causa não divulgada, aos 72 anos. Ele deixou a mulher e um filho de um casamento anterior, o músico de rockabilly Tony Sheridan Jr.




Enviado via iPad

Comentários

Postagens mais visitadas