Rapidshare.de renasce como Rapidshare.com

O serviço de hospedagem de arquivos Rapidshare.de, um dos mais populares sites de compartilhamento de arquivos grandes da internet, foi relançado como Rapidshare.com. Uma boa notícia é que, a partir de agora, se o arquivo que você hospedar no Rapidshare se torna popular, você automaticamente se qualifica para uma conta premium, o que significa que você não terá mais limite de downloads ou qualquer tempo de espera para baixar um arquivo.

A empresa Rapidshare AG divulgou que eles mudaram para o novo nome [e novo servidor] porque o antigo [Rapidshare.de] já estava lotado. Eu penso que isso tem mais a ver com o Google Adsense.

O Rapidshare.de permitia que muitos usuários fizessem upload de arquivos de até 300 MB, que permaneciam em seus servidores por tempo indeterminado e podiam ser baixados inúmeras vezes. Como o Rapidshare não cobrava o host para clientes non-premium, os custos eram cobertos por meio de anúncios do Google contendo links para download fora de seus servidores.

Bem recentemente o domínio Rapidshare.de foi banido pelo Adsense já que vinha sendo usado para compartilhar lixo eletrônico ou conteúdo ilegal, incluindo warez, filmes piratas, músicas em MP3, etc. Os rendimentos com anúncios teriam dado uma caída e o parceiro seguinte, etology.com, parece não ter dado tão certo quanto o Google, já que os anúncios eram apenas direcionados a um site adulto de encontros.

Agora que o Rapidshare.de mudou para Rapidshare.com, esse novo domínio já está qualificado para exibir Anúncios do Google. E mais: o Rapidshare adicionou um novo administrador de arquivos para organizar todos os uploads feitos no Rapidshare.com, que poderá proporcionar maior controle sobre os usuários e não apenas sobre os arquivos subidos. Dessa forma, se um usuário estiver fazendo uploads freqüentes de material sob copyright, eles poderão simplesmente banir o usuário e todos os seus arquivos serão automaticamente deletados dos discos do rapidshare.

A parte boa do administrador é que você pode juntar pontos-premium pelos downloads feitos nos seus arquivos. Esses pontos podem ser convertidos depois em contas premium grátis, que estão normalmente disponíveis por 10 Euros/mês.

Fonte: http://infoescravo.blogspot.com/

0 komentar: