Quinhentos atletas dão a largada no Dia do Desafio na Capital

Um minuto depois da 0h desta quarta-feira, 500 atletas deram a largada no Dia do Desafio em Porto Alegre. No Gasômetro, corredores partiram para um percurso de cinco quilômetros pela Avenida Beira-Rio. Logo depois, grupos sobre rollers e em bicicletas seguiram os percursos.

Tudo para celebrar a data em que, no mundo todo, as pessoas são incentivadas a praticar pelo menos 15 minutos de exercícios físicos. Ao longo do dia, vários eventos estão programados. O momento mais importante será o abraço ao Parque da Redenção, que, espera-se, reunirá cerca de 3 mil pessoas, aposta a organização, feita pelo Serviço Social do Comércio (Sesc). Durante a madrugada, mesmo o frio não afastou os participantes.

— Para sair de casa às 23h, 23h30min, tem que gostar, tem que se desafiar — provocou o gerente da Unidade Operacional Sesc Redenção, Marcelo Tulfo.

Na proteção contra a madrugada gelada, o contador aposentado Gastão Geske Paranhos apostou em luvas de lã. Aos 64 anos, corre desde 2005. Foram os exercícios que o permitiram parar de fumar, entre outros benefícios.

— Curei enxaqueca e bursite no braço. E não tomo remédio para nada — contou.

Indo e voltando na pista lateral, um menino de três anos chamava a atenção dos corredores. As perninhas de Arthur Kruel Fernandes levavam o guri em alta velocidade pela pista, como um cometa mirim. Tudo para imitar o pai corredor, Edmilson Rodrigues Fernandes, 31 anos.

— Ele gosta de correr, fica imitando o pai. E... agora ele foi muito longe! — disse a mãe Calticia Kruel, 26 anos, que disparou atrás do menino, quase sumindo em direção à Beira-Rio.

zh

Comentários

Postagens mais visitadas