Trans-Siberian Orchestra - The Lost Christmas Eve [Download]

Download 01
Download 02

Atenção:
O Free Downloader Manager NÃO funciona com o FileSend. Clique em CANCEL na janela do programa e baixe pelo gerenciador do Firefox ou IE.
Meu presente de Natal!
Conheci o Trans Siberian Orchestra exatamente há um ano atrás assistindo esse clip no Putfile.



A princípio parecia um Nightwish da vida, mas meu 'sentido de Aranha' zunia indicando que havia algo a mais naquele som. E ele raramente se engana. Ok, resolvi dar atenção ao meu instinto e iniciei a 'caçada'. Não demorei muito para achar o nome da banda. Depois disso, foi fácil conseguiu uma 'amostra grátis' no Bit Torrent. Baixei de uma tacada só os 4 cds do TOS.
A saber:

* Christmas Eve and Other Stories (1996)
* The Christmas Attic (1998)
* Beethoven's Last Night (2000)
* The Lost Christmas Eve (2004)

Christmas Eve and Other Stories, The Christmas Attic e The Lost Christmas Eve compõe uma trilogia sobre o Natal. Estranho, não? Nem tanto. Nos USA álbuns de Natal são uma tradição. Todo mundo lança albuns natalinosl. Do Country ao Punk. E a maioria são bem interessantes. Já encontrei blogs de mp3 só com álbuns de natal. The Lost Christmas Eve é com certeza o cd mais audacioso do TOS. E talvez por isso não é o preferido do pessoal que curte metal. Ele é completamente diferente de, por exemplo, Beethoven´s Last Night, que parece ser o favorito da garotada. Beethoven, como não poderia deixar de ser, flerta intencionalmente com a música clássica tornando-se bem mais 'acessível' aos fãs de Heavy Melódico, Prog Metal e Sinfônico já acostumados com essa 'mistura'. Christmas Eve é um álbum mais maduro, mais emotivo, mais Broadway. Ousaria dizer até mais 'feminino'. Garotas geralmente não são tão chegadas a álbuns conceituais cheios de 'frescuras Morzartianas' (As bandas de melódico parecem ter uma obsessão por Mozart, mas não o seu talento) e também não se emocionam com escalas a velocidade da luz tão comuns nos álbuns do gênero. Sem falar em lutas de espadas. Não. Não há nada disso em Christmas Eve. Há talento, sensibilidade e algo que parece estar em extinção: Musicalidade. Musicalidade nada tem a ver com virtuosismo. Ramones era uma banda de uma musicalidade excepcional e virtuosismo zero. Phil Spector, considerado o melhor produtor musical da história da música, disse certa vez que 'Os Ramones são a melhor banda pop de todos os tempos'. Hoje em dia é comum, principalmente no Heavy Metal (mas não só nele, tem acontecido até no cinema) o excesso de virtuosismo e a total falta de musicalidade. Resultado: músicas altamente técnicas sem nenhuma alma.

Felizmente o TOS não cai nessa armadilha e em seus álbuns a musicalidade 'flui' leve, solta, serena. Mas isso não quer dizer que o virtuosismo tenha sido sacrificado. Muito pelo contrário. Uma coisa jamais elimina a outra.

Uma breve da história do Trans-Siberian Orchestra.
A 'banda' foi criada em 1996 pelo produtor musical Paul O'Neill. Para completar o time de compositores foram 'convocados' seus amigos Robert Kinkel e Jon Oliva do Savatage. O´Nell é bem conhecido pelos fãs da banda pois produziu alguns álbuns do Savatage. Originalmente o TOS nasceu como um projeto instrumental. O´Neill e Cia não dispunham de recursos para pagar tantos vocalistas quanto o projeto requisitava. Aqui no Brasil o TOS é considerado uma banda de metal. Mas não é bem assim. O TOS é bem mais do que isso. O projeto ambicionava ser algo além das fronteiras da música, além das fronteiras sociais. Por isso encontramos artistas de vários estilos, idades e etnias diferentes contribuindo com seu talento. Um dos vocalistas da banda, Daryl Pediford, faleceu em 2004 (ele canta a belíssima For the Sake of Our Brother em TLCE) Chris Caffery, guitarrista do TOS e do Savatage, em carta oficial salientou o quanto Daryl havia lutado contra o preconceito. A idade dos 'membros' da banda quase vai literalmente dos 8 aos 80. Músicos clássicos, de jazz, do rock, do pop. Vale tudo, literalmente falando. E aí creio que esteja o 'segredo' da banda.

Um charme todo especial do TOS, e em especial em The Lost Christmas Eve é a participação de cantores da Broadway. Gente de peso como Rob Evan que participa aqui em três canções. A saber: What Is Christmas? (hilária!), Back To A Reason (lindíssima), What Child Is This? (a melhor do álbum, IMO. Lembra bastante JCS*). Evan tem um currículo invejável. Já trabalhou em Les Miserables como Jean Valjean, Jekyll & Hyde (como o próprio), foi MacHeath em Three Penny, Jesus em Jesus Christ Superstar, Tommy em Brigadoon, entre outros. É mole? Fiquei fã desse cara! O vocal dele detona em TLCE! Se não arrepiar sua espinha é porque você não tem alma!

Só para vocês terem uma idéia do que o TOS se tornou. Os caras conseguiram até mesmo a participação do fantástico Michael Crawford (considerado a melhor encarnação do Fantasma da Ópera de todos os tempos) no DVD The Ghost Of Christmas Eve.

Esse album, meus amigos, tem classe e talento de sobra. Todas as faixas de The Lost Christmas Eve são excelentes. As influências são várias. Digamos que vão de Mozart (uma recriação de A Dama da Noite) a Satriani, passando por Yes, Meat Loaf e até, pasmem, Bossa Nova!

Como é bom ver um álbum dito de 'metal' com tres faixas inteiramente dedilhadas. E não aquelas fórmulas mais do que batidas e extremamente enjoativas do tipo dedilhado+bate estaca+refrão+bate estaca++refrão+bate estaca+dedilhado. Um violão bem tocado faz bem a alma.

A história de TLCE é meio pirada. O anjo mais jovem do céu é enviado a Terra para continuar o trabalho 'inacabado' de Jesus. Desta vez o pequeno querubim 'baixa' em Nova Iorque para ajudar não apenas os cristãos, mas toda a humanidade.
Não tente entender! rs


Belíssimo álbum para sua ceia de Natal.
No meu caso, minha ceia tem durado quase um ano, já que desde o Natal passado o álbum não sai do meu mp3 Player.

Enjoy!
FELIZ NATAL!

PS: Em 2007 vem álbum novo do TOS.

(*) Jesus Christ Superstar

TOS na Wikipedia
TOS no YouTube

Comentários

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Caramba, eu ouvi uma vez essa "banda", se é que posso chamá-la assim, e achei realmente fantástico o som deles... foi com a música "Canon Rock"... Eu gosto de metal, mas nunca me agradou muito esses solos impossíveis que ele fazem, prefiro muito mais um solo que mostre "emoção".. e pelo que vc falou, eu não tenho dúvidas de que o TSO é o que eu procurava.. achei muito bom seu post, parabéns!
    Se vc pudesse repostar os sites de download eu agradeceria..
    Tentei nesses dois que vc deixou mas não estão funcionando...

    ResponderExcluir
  4. OK. Vou procurar para uplodar.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas