"Argo" vira favorito ao Oscar após vencer prêmios de sindicatos

"Argo" inaugurou a corrida pelo Oscar 2013 há mais de três meses. No caminho, o thriller dirigido e protagonizado por Ben Affleck, sobre o resgate real de reféns americanos no Irã na virada de 1979 para 1980, perdeu velocidade.

"Argo" vence prêmio de melhor elenco do Sindicato de Atores dos EUA

Historiadores disseram que a trama se valeu de muita liberdade artística, e outros longas ("A Hora Mais Escura", "Lincoln", "Os Miseráreis") pipocaram nas semanas seguintes, todos ganhando a alcunha de "favorito ao Oscar".

Mark Davis/AFP
Ben Affleck comemora o prêmio do sindicato dos atores, vencido pelo elenco de seu "Argo"
Ben Affleck comemora o prêmio do sindicato dos atores, vencido pelo elenco de seu "Argo"

O prego no caixão de "Argo" teria sido a surpresa da não indicação de Affleck ao Oscar de melhor diretor, apesar de o longa ter entrado na lista dos nove indicados à principal categoria.

Só três filmes venceram o Oscar sem ter o trabalho de seus realizadores reconhecido com uma menção. A última vez foi há 23 anos ("Conduzindo Miss Daisy").

No entanto, ao vencer, no último fim de semana, os prêmios dos sindicatos de atores (SAG) e de produtores (PGA), o filme de Affleck toma a dianteira (ao lado de "Lincoln") na reta final da disputa pelo Oscar 2013.

Os votos dos membros da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas começam a ser enviados na semana que vem. A disputa promete ser tensa como o final de "Argo".

A vitória, no domingo (27), no sindicato dos atores, que representam o maior grupo votante da Academia, com mais de mil membros, não é tão significativa. No ano passado, "Histórias Cruzadas" foi o grande vencedor entre os intérpretes e terminou perdendo o Oscar para "O Artista".

O prêmio, porém, firma Daniel Day-Lewis e Tommy Lee Jones como favoritos a ator e coadjuvante por "Lincoln", e Jennifer Lawrence ("O Lado Bom da Vida") e Anne Hathaway ("Os Miseráveis") nas categorias femininas.

Mas "Argo" deve celebrar o prêmio concedido pelos produtores. Mesmo representando 10% dos 6.000 membros da Academia, eles acertam o vencedor do Oscar há cinco anos.






Enviado via iPad

Comentários

Postagens mais visitadas